a equipa italiana por Daniele Franceschini – OA Sport

Isso começa. Os Jogos do Mediterrâneo de 2022 acontecerão em Oran (Argélia) de 25 de junho a 5 de julho. A 19ª edição verá a Itália entre os melhores desempenhos para alcançar o melhor possível na revisão multidesportiva, que tem 29 disciplinas e 292 medalhas.

Entre as especialidades também está presente Futebol e vai participar nesta competição a seleção nacional sub-18 liderada por Daniele Franceschini. A equipe do Bel Paese é a que tem mais vitórias no torneio, citando as medalhas de ouro de 1959, 1963, 1967 e 1997. Em 2018 em Tarragona, os azzurrini ficaram com a prata, derrotados pela Espanha por 3 a 2 na ‘última luta .

Vamos caçar o máximo possível e Franceschini convocou esta competição 18 jogadores que se reunirão no domingo, 19 de junho, no Centro de Preparação Olímpica Giulio Onesti, em Roma, e na quinta-feira, 23 de junho, partirão para a Argélia.

Jogos do Mediterrâneo 2022, porta-estandarte duplo para a Itália: a dupla Bacosi-Busà acenará o tricolor

A seleção Bel Paese foi incluída no Grupo B com Portugal, Grécia e Turquia e começará sua aventura no domingo 26 de junho (80 hora local, 21 italiano) no estádio Ahmed Zabana em Oran contra a equipe lusitana e se reunirá na terça-feira 28 (80 hora local, 21 italiano) no Mers El Hadjadj contra os helenianos e Quinta-feira 30 (20 hora local, 21 italiano) contra os turcos em M. O regulamento prevê que os dois primeiros do grupo qualificam-se para as meias-finais (2 de julho)onde eles vão se encontrar os dois primeiros do grupo A (Espanha, França, Argélia e Marrocos). A final do 3º e 4º lugar acontecerá na segunda-feira, 4 de julho, enquanto a final do ouro está marcada para terça-feira, 5 de julho.

Agora mesmo a lista de chamados:

CHAMADO DA ITÁLIA

Guardiões: Davide Mastrantonio (Roma), Nicola Bagnolini (Bolonha);

Defensores: Andrea Bozzolan (Milão), Lorenzo Dellavalle (Juventus), Gabriele Guarino (Empoli), Filippo Missori (Roma), Iacopo Regonesi (Atalanta), Riccardo Stivanello (Bolonha);

Meio-campistas: Federico Accornero (Génova), Lorenzo Amatucci (Fiorentina), Luis Hasa (Juventus), Lorenzo Ignacchiti (Empoli), Justin Kumi (Sassuolo), Andrea Palella (Génova), Nicola Patané (Verona);

Atacantes: Tommaso Mancini (Vicenza), Antonio Raimondo (Bolonha), Samuele Vignato (Monza).

Foto: A Imprensa

Cooper Averille

"Praticante de cerveja incurável. Desbravador total da web. Empreendedor geral. Ninja do álcool sutilmente encantador. Defensor dedicado do twitter."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.