A seleção nacional de vinhos no Campeonato da Europa – Desporto

Após dois anos de interrupção devido à pandemia, o “VinoEuro” 2022 será realizado de amanhã a 4 de junho na República Checa. O “11 del Vino” retomará oficialmente suas atividades para dar continuidade ao projeto de promoção de vinhos e de boa bebida, aliado à grande paixão dos italianos pelo futebol. No Campeonato Europeu de Viticultores, tendo em conta as galinhas formadas com as extrações feitas em Brno, os azuis terão de enfrentar a Alemanha, a Suíça e os campeões em título da Eslovénia. Já no Grupo B, defrontam-se República Checa, Portugal, Hungria e Áustria.

O campeonato terá lugar na Morávia, uma histórica região vinícola tcheca, entre Znojmo, Mikulov e Uherské Hradiště. Nas várias equipas, para além dos proprietários e colaboradores das várias adegas associadas, jornalistas interessados ​​na cultura do bem beber, adeptos de futebol e estudantes universitários que acompanham há algum tempo a associação europeia com projetos que visam estimular a produção e organização organização em nome da sustentabilidade. Esta última atividade é desenvolvida pelas universidades de Pisa, Maribor (Eslovénia), Gelsenhelm (Alemanha), Lisboa (Portugal) e Brno (República Checa). A associação italiana “11 del Vino” nasceu em Cecina, em 2006, com o objetivo de permitir que as vinícolas italianas se promovam de forma independente, criem um sistema entre elas e criem uma cultura de beber bem e de forma responsável. Empresas de prestígio aderiram à associação, presidida por Paolo Pacini e gerida por Luigi Brunetti, e o projeto assumiu então uma dimensão europeia, com a adesão de outros sete países. A 1 de julho de 2018 foi criada a União das Seleções Nacionais Europeias de Futebol, projetando as várias iniciativas a nível internacional.

Cooper Averille

"Praticante de cerveja incurável. Desbravador total da web. Empreendedor geral. Ninja do álcool sutilmente encantador. Defensor dedicado do twitter."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.