Aeroporto de Perugia ocupa o primeiro lugar na Europa em crescimento

A ACI Europe publicou o relatório de tráfego aéreo do terceiro trimestre de 2022, analisando toda a rede aeroportuária europeia. Os números finais mostram que o tráfego de passageiros aumentou +61% em relação ao mesmo período de 2021, com o tráfego internacional liderando a recuperação nos meses de pico do verão (+84%), e o tráfego nacional que cresceu a um ritmo mais lento, mas ainda dinâmico. ritmo (+14%). Comparado com os níveis pré-pandemia (2019), o tráfego de passageiros no terceiro trimestre foi de -12%, no entanto, marcando uma melhora significativa em relação ao segundo trimestre (-17%) e ao primeiro trimestre (-39%).

O tráfego de passageiros nos 5 principais aeroportos europeus aumentou +79,4% em relação ao mesmo período do ano passado, mas registou um decréscimo de -16,9% em relação aos níveis pré-pandemia (terceiro trimestre de 2019), principalmente devido às contínuas restrições de viagens em algumas partes da Ásia.

Istambul foi o aeroporto europeu mais movimentado e o único grande hub europeu cujos volumes de passageiros ultrapassaram os níveis pré-pandemia (+3% no terceiro trimestre de 2019 e +56,1% no terceiro trimestre de 2021). Londres-Heathrow ficou em segundo lugar, seguido por Paris-CDG.

As restrições de capacidade, por outro lado, limitaram o crescimento do tráfego de passageiros em Amsterdam-Schiphol (+54,1%) e Frankfurt (+62,3%) em relação ao terceiro trimestre do ano passado. Os hubs holandeses e alemães terminaram em quarto e quinto lugar, com volumes permanecendo -20% abaixo dos níveis pré-pandemia (3º trimestre de 2019). O desempenho de outros grandes aeroportos selecionados no terceiro trimestre reflete uma recuperação de verão ainda impulsionada principalmente pelas rotas intra-europeias e transatlânticas e dominada pela demanda de lazer.

Na Itália, Perugia, Turim, Olbia, Nápoles, Palermo e Bolonha superaram a pré-pandemia, com o Aeroporto de Umbria que, graças a + 125,4% em relação ao terceiro trimestre de 2019, registra a porcentagem de crescimento entre todos os aeroportos mais altos já registrados na Europa e precedendo, entre os aeroportos regionais, a cidade croata de Zadar (+58%), a ilha grega de Santorini (+37%), o Funchal em Portugal (+30) e – quinto do ranking – o aeroporto de Turim (+ 26%). Uma dinâmica, como relata o relatório, portanto ligada à retomada das atividades de lazer na Europa, mas também ao aumento da capacidade das operadoras de ultrabaixo custo.

Irvette Townere

"Especialista em mídia social premiado. Viciado em viagens. Especialista típico em cultura pop. Analista vitalício. Amante da web."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *