As Chaminés de Catania se tornam a sede de um projeto educacional que transmite os valores da antimáfia

O futuro da Sicília só pode ser propício se as infiltrações da máfia forem dificultadas por uma mudança radical de mentalidade, que deve começar na escola. Apostando num novo protagonismo dos jovens, a Cidade Metropolitana de Catania promoveu um projeto educativo que transmite os valores da antimáfia: a pedra angular deste projeto será “Le Ciminiere”, que assim reafirma a sua nova centralidade, capaz de interceptar o fluxo de iniciativas dirigidas a professores e alunos.

Na sede da cidade metropolitana, o comissário extraordinário Federico Português assinou um memorando de entendimento com a associação “Anti-máfia e legalidade”, presidida pelo advogado Enzo Guarnera, com a vice-presidente Laura Basile. Com base neste acordo, no centro cultural Ciminière serão organizadas exibições de filmes e debates temáticos, oficinas de teatro e cinema para jovens e estudantes de toda a província. Os documentários e filmes têm a assinatura do produtor cinematográfico Antonio Chiaramonte, presidente do CinemaSet, também signatário do protocolo, que transmite os valores da antimáfia, através de imagens cinematográficas.

eu entrei – diz o Comissário português – com entusiasmo por um projeto em que também participa a vereadora Cinzia Torrisi, notoriamente sensível a estas delicadas questões dirigidas aos estudantes, com vista ao seu crescimento como cidadãos conscientes. O Município de Catânia, aliás, já tinha assinado anteriormente um acordo com a mesma associação, mas limitado a crianças do ensino básico e secundário inferior. A partir de agora, a associação, também reconhecida pelo Ministério por suas altas vocações, com a Metrópole, consolida e desenvolve o projeto educacional estendendo-o também aos alunos do ensino médio. Com esta nova e importante iniciativa, os Ciminieres reposicionam-se no espaço urbano, confirmando a sua centralidade como lugar permanente e estratégico, também do ponto de vista logístico e funcional.“.

O comissário português destacou ainda o papel fundamental das lareiras, extremamente funcionais para qualquer iniciativa, também pela amplitude dos espaços exteriores. “SExiste uma antimáfia que se constrói primeiro através da educação e da cultura – responde o Presidente da Associação “Anti-Máfia e Legalidade” avv. Enzo Guarnera – Uma antimáfia que se desenvolve nos bairros, no território, entre os jovens, entre as diferentes categorias sociais e produtivas, em associações voluntárias. Uma antimáfia de compromisso concreto. A antimáfia dos salões, dos pregãos e dos negócios deve desaparecer. Devemos partir da antimáfia cidadã. Este é o compromisso que a associação “Anti-Máfia e Legalidade” assume, ainda mais do que antes. “

O projeto acaba de ser assinado – acrescenta o produtor Antonio Chiaramonte – se bem integrado num quadro de desenvolvimento de toda a sociedade, caracteriza-se pela sua eficácia e clarividência, visando a prevenção da criminalidade, através de formas artísticas como o cinema e a dramaturgia teatral, num calendário rítmico e repleto de espetáculos e debates em que os protagonistas devem ser os mesmos jovens. Para alcançar resultados, será necessário trabalhar por um longo período: a mentalidade não muda da noite para o dia. “

Leigh Everille

"Analista. Criador hardcore. Estudioso de café. Praticante de viagens. Especialista em TV incurável. Aspirante a fanático por música."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.