Avalanche Ortigia, Bogliasco superou 19-5 e três primeiros pontos, comemoração pelos 30 anos da A1 di Tempesti – BlogSicilia

Ortigia responde e vence facilmente, como esperado, 19-5 em Bogliaco em sua estreia no campeonato nacional de pólo aquático masculino.

30 anos de Tempesti na Série A1

Antes do início da partida, disputada na piscina Caldarella, em Siracusa, o goleiro Stefano Tempesti foi premiado por suas 30 temporadas na Série A1. Uma festa. Classe ’79, campeão mundial em Xangai em 2011 com Sette Bello. Cinco vezes campeão europeu de clubes com Pro Recco e Syracuse desde 2019.

Ortigia imediatamente na bola

Sem Cássia e Gorrìa e com Enrico Tringali Capuano, nascido em 2005, no plantel titular, os verdes e brancos começam imediatamente fortes. O primeiro set é um monólogo, com Francesco Condemi, bis de Velkic e, finalmente, Andrea Condemi fechando por 4 a 0.

No segundo set, verdes e brancos lideram de imediato para 5-0, depois puxam um pouco a ficha, estragando quatro superioridades e sofrendo a tentativa de reviravolta dos lígures, com um bis de Mudrazija, logo detido por um golo de Francesco Condémi. Após o longo intervalo, o jogo de Bogliasco termina, porque Ortigia entra totalmente no jogo, empurra, acelera, marca tanto em igualdade de condições quanto com o homem extra, mas acima de tudo ele é implacável e mortal no reinício.

Não há mais história: os dois últimos tempos são dominados no jogo e no placar (5-0 no terceiro e 8-3 no quarto).

Tringali Capuano e o segundo goleiro Ruggiero estreiam-se

Há, portanto, espaço para a alegria do público local pela estreia de Tringali Capuano, produto da creche Ortigia que Piccardo joga na briga, e pela entrada na água de outro jovem, o segundo goleiro Dodo Ruggiero, que leva sobre o lendário Stefano Tempesti. Vitória muito grande 19-5, três pontos e primeiro lugar.

Ortigia pensa na Len Euro Cup, partida quarta-feira para Bucareste

Agora, rumo à Taça dos Campeões, partindo na quarta-feira para Bucareste perseguindo o passe para as oitavas de final e a fase eliminatória em uma competição que Ortigia se ressente.

A equipe de Piccardo foi incluída no Grupo F que terá início em 27 de outubro. Os Aretusei foram combinados com os portugueses de Vitória Guimarães, os anfitriões de Steaua Bucareste, os fortes húngaros de Zlug e os sérvios de Vk Valis.

Tempestades após o jogo

Após a partida, só pode ser o número 1, Stefano Tempesti, que parte da história do que viveu hoje antes da partida: “Foi uma emoção incrível. Gostaria de agradecer à empresa Ortigia, pois me deu uma surpresa maravilhosa. Na minha idade, ainda nos empolgamos. Depois de 30 anos de carreira ainda sentimos esses sentimentos, uma coisa realmente maravilhosa. Gostaria de agradecer dois. Além de todo o clube, o presidente, o treinador, a equipa, queria também agradecer à minha família que me acompanhou nesta aventura um pouco louca, e por isso a Elisabetta, aos filhos, Alessandro e Adele, que hoje recompensaram e me emocionaram “.

E conclui: “Gostaria também de agradecer a mim mesmo por ter acreditado nisso ao longo dos anos. Foram anos maravilhosos, mesmo com momentos que não são fáceis de superar e nós os temos e eu os superei e tenho orgulho disso”.

Gols de Ortigia, ‘Scudetto e Len Cup’

Por fim, um comentário também sobre o jogo de hoje: “Trabalhamos muito – diz Tempesti – e baixamos muito, também em antecipação à próxima semana. Era normal que houvesse um pouco de ponderação. Lentamente, quando conseguimos acelerar e tocar como queremos, conseguimos impor um bom ritmo e as diferenças são visíveis. Agora um feito importante nos espera, mas o caminho é o certo. Objetivos sazonais de Ortigia: estamos buscando o Scudetto, como sempre, e na Europa conquistar o título, que está muito próximo dos nossos corações”.

O quadro de avisos, Condemi para assinar com um quadrado

CC Ortigia 1928 – Netafim Bogliasco 19 -5

Parte: 4-0; 2-2; 5-0 e 8-3

CC Ortigia 1928: Tempesti, Giribaldi, Carnesecchi 1, A. Condemi 3, Di Luciano 2, Velkic 2, Ferrero 2, Tringali Capuano, F. Condemi 4, Rossi 3, Vidovic 2, Napolitano (Cap), Ruggiero. Treinador: Stefano Piccardo.

Netafim Bogliasco 1951: Prian, Bottaro, Broggi, Gavazzi 1, Vavassori, Guidaldi (Cap), Mudrazija 2, Brambilla, Boero, Radojevic 1, Puccio 1, Canepa, Di Donna. Treinador: Daniele Magalotti.

Árbitros: Riccardo Carmignani (Messina) e Mirko Schiavo (Palermo)

Superioridades numéricas: Ort 4/10; Pântano 2/5 +1.

Despejos finais: Boero (B) no 4º tempo por atingir o limite de faltas.

Cooper Averille

"Praticante de cerveja incurável. Desbravador total da web. Empreendedor geral. Ninja do álcool sutilmente encantador. Defensor dedicado do twitter."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *