Caravela portuguesa Medusa, porque é perigosa

É um verdadeiro espetáculo para os olhos, quase de tirar o fôlego: um animal luminoso e transparente com cores vivas que vão do azul elétrico ao roxo. Pena que, mais do que uma coisa para admirar, é algo para fugir: o caravela portuguesa é de fato um celenterado que pode levar a graves severidades em humanos.


A má notícia é que, infelizmente, neste verão muitos podem ter algo a ver com isso. A Caravelle Portuguesa, muitos semelhante a uma medusa, invade grande parte dos mares italianos (especialmente os do sul da Península). E ele já levou uma mulher para os cuidados intensivos.

Como reconhece a caravela portuguesa?

Mas vamos na ordem: como você reconhece esse animal marinho? Como dissemos antes, parece uma espécie de água-viva, gelatinosa, mas não é. Concretamente, isso se chama “animal da colônia“, ou seja, uma espécie de macro-organismo formado por um conjunto de pequenos animais, precisamente pólipos e quatro águas-vivas, ligados entre si de tal forma que funcionam como se fossem órgãos.

EU’a aparência é muito especial: há uma parte superior, a crista, inchada e sempre translúcida, de cor transparente raiada de azul ou rosa brilhante. Essa parte geralmente fica fora da água ou pelo menos logo abaixo da superfície, enquanto logo abaixo fica um corpo luminoso, que pode ter tons de azul, rosa escuro ou roxo, variando de 9 a 10 centímetros.

Por fim, existem os tentáculoslongo e gelatinoso, variando de 15 centímetros a 10 metros, azul muito escuro ou roxo. São precisamente estes que são muito perigosos, porque os pólipos agregados da Caravelle os usam para transmitir suas próprias veneno poderoso.

O que acontece se for atingido por uma caravela portuguesa?

As consequências de bater numa caravela portuguesa são diferentes, mas nunca agradáveis. Em caso de choque alérgico grave, a morte pode até ocorrer. Basicamente, no entanto, as primeiras reações visíveis são pegadas em chamas (resultando em um sulco se o contato for prolongado), que rapidamente se transformam em feridas. A dor e o ardor dessas pegadas duram dias.

Outras reações podem incluir febretambém elevados, vómitos, diarreia, náuseas, enxaqueca e dificuldades de coordenação. Em casos graves, as funções respiratórias e cardíacas podem ficar comprometidas e você pode até entrar em coma, com necessidade de monitoramento constante. Além disso, pode haver sérias consequências ao redor dos pontos da área mordida e os gânglios linfáticos podem inchar visivelmente.

A caravela portuguesa na Itália

Como já referimos, a Caravelle Portuguesa está presente em Itália. Em particular, atualmente parece estar se espalhando no Mar Mediterrâneo. Nos últimos anos, a presença do Caravelle sempre foi mínima: é de fato uma espécie atlântica que mal chega aos mares italianos.

No entanto, o aquecimento global força muitas espécies de animais marinhos a se deslocarem com mais frequência e o Caravelle não é exceção. Uma vez visto, a única coisa a fazer é ficar longe deles. Além disso, em caso de contatos não muito graves, os médicos recomendam manter a parte afetada na água a uma temperatura de cerca de 45 graus por pelo menos 20 minutos, a fim de minimizar os efeitos do veneno.

Cooper Averille

"Praticante de cerveja incurável. Desbravador total da web. Empreendedor geral. Ninja do álcool sutilmente encantador. Defensor dedicado do twitter."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.