Caro energia, após o desabafo nas redes sociais as propostas do empresário calabresa

CATANZARO – Um pedido de ajuda que vai além do mundo social e se concretiza com propostas práticas que estão esperando para serem ouvidas. É John Sgroempresário e dono de uma rede de supermercados, para relembrar as dificuldades causadas pela energia cara aos donos de empresas calabresas.

Nos últimos dias ele havia feito isso com um post no Facebook, comparando a conta de energia de julho de 2021 com a de julho de 2022, na qual era evidente a soma triplicada (LEIS). O desabafo social havia recebido eco de comentários, entre colegas e insiders, que compartilhavam sua perplexidade quanto ao futuro a ser dado às suas atividades e funcionários com tal fatura.

Agora vamos voltar a fazê-lo com um pacote de “oito pontos contra a energia cara” elaborado após um diálogo com o professor Vittorio Daniele, professor de política econômica da Universidade Magna Grécia de Catanzaro.

Autoprodução, energias renováveis, incentivos extraordinários e uma mesa europeia entre as medidas urgentes do documento que “política e sindicatos, em conjunto” podem indicar ao governo para atender às necessidades das famílias e empresas italianas.

“Dissemos isso em janeiro – escreve o empresário, diretor da Confesercenti Catanzaro – com milhares de empresários, comerciantes, prefeitos, de Norte a Sul. Lembro-me de Andrea Parodi, CEO de uma empresa têxtil com 900 funcionários em cinco fábricas em risco de encerramento devido à energia cara. Em janeiro de 2021, ele havia pago 350.000 euros pela eletricidade. Em dezembro, a conta já era de 1,4 milhão de euros No último trimestre 3,5 milhões, sua reclamação de oito meses atrás (quase nove), revivida por todos os mídia nacional Na Calábria, quase ao mesmo tempo, fomos nós que emitimos um alerta semelhante porque vimos os preços nas prateleiras dispararem, apoiados por muitos prefeitos da região que retornarão à praça ao nosso lado, de Chiaravalle para Soverato”.

Sgrò analisa a eficácia das ações do Estado: “As intervenções, na maioria das vezes na forma de créditos tributários, não foram muito incisivas, diante do aumento dos custos de energia. Pagar 35.000 euros de eletricidade, em vez de 9.000 na mesma época do ano passado, muda tudo: bloqueia investimentos, interrompe projetos, congela novas contratações”.

Para dar força às suas oito propostas, Sgrò está em diálogo com sindicatos, especialistas econômicos, universidades e associações profissionais com o objetivo de colocá-las nas mãos da política regional e nacional, independentemente do campo. A primeira das oito propostas é adotar medidas extraordinárias de desburocratização e incentivos financeiros para a instalação de usinas de energia renovável por empresas de autoprodução; o segundo ponto é implementar intervenções extraordinárias para agilizar os procedimentos e financiamento do PNR para a construção de sistemas fotovoltaicos em edifícios públicos; Por trás das cenas centrais de energias renováveis ​​para autarquias locais ou para injeção na rede, com empresas em que haja participação do setor público, é o terceiro ponto; a quarta proposição é crédito fiscal para parte substancial do aumento do custo do consumo de energia para empresas de determinados setores econômicospara evitar que o aumento dos custos de produção tenha impacto nos preços finais dos bens e serviços pagos pelas famílias.

Os últimos quatro pontos: incentivos extraordinários para a renovação de equipamentos comerciais e eletrodomésticos para economizar energia; garantias estatais para facilitar empréstimos bancários a empresas que fazem investimentos em eficiência energética; reduzir para 5 anos a recuperação dos valores dos sistemas fotovoltaicos pelas famílias, incluindo o bónus de 65%; depois de aplicar o limite de preço do gás em Espanha e Portugal, com um acordo europeu, propõe-se a mesma implementação em Itália e avaliar que, ao mesmo tempo, os preços do gás podem ser aplicados vinculados, em parte, aos contratos de fornecimento; revisão da apuração dos preços da eletricidade na bolsa de eletricidade, atualmente vinculada apenas ao preço do gás.

Beowulf Presleye

"Extremo fanático por mídia social. Desbravador incurável do twitter. Ninja do café. Defensor do bacon do mal."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.