Cavalos e pôneis, terapia especial para jovens

Por ocasião do 89º Csio Roma 2022 na Piazza di Siena, a Fise (Federação Italiana de Esportes Equestres) e a Fundação Hospitalar Universitário Agostino Gemelli Irccs se reuniram para formalizar o protocolo de colaboração para a humanização do atendimento hospitalar através do apoio a cavalos e pôneis. O projeto destina-se a todos os doentes oncológicos (crianças e jovens dos 4 aos 18 anos). A Fundação Gemelli Irccs pretende oferecer apoio psicológico pediátrico integrado a outros serviços, ampliando as modalidades de atendimento ao paciente com a introdução da realização de Intervenções Assistidas com o Cavalo.

iniciativa

A Fise, por meio de seus clubes hípicos espalhados por todo o país, pretende promover o projeto voltado para a inclusão social de crianças por meio do esporte hípico. A principal tarefa da Federação será tratar da seleção dos clubes a serem envolvidos no projeto; cuidar da formação de instrutores e técnicos; acompanhar o cadastro de pacientes com a cobertura de seguro necessária; organizar atividades pré-esportivas adaptadas e integradas dentro dos clubes Fise. “Cavalos e pôneis são ótimos companheiros de esportes, mas muitas vezes se tornam verdadeiros terapeutas e companheiros de vida. – diz Marco Di Paola, presidente da Federação Italiana de Esportes Equestres –. O protocolo assinado com o CHU Gemelli destaca até que ponto essas esplêndidas criaturas são capazes de apoiar as crianças na convulsão global causada por doenças oncológicas. La Fise está sempre atenta e sensível às iniciativas que visam a inclusão, reintegração à vida e normalidade. A Federação acredita firmemente no papel social do esporte e de todas as atividades praticadas com o uso de cavalos e pôneis, terapeutas involuntários ao lado do homem”. “Estamos felizes em assinar este protocolo com a Fise em um cenário tão prestigioso como a Piazza di Siena. Esta colaboração nos permitirá realizar iniciativas e projetos que visam melhorar a qualidade de vida de nossos pequenos pacientes com um efeito positivo em seu caminho de cuidados “destaca Marco Elefanti, Diretor Geral da Fundação Policlínica Universitária Agostino Gemelli Irccs. “A interação e o cuidado de um cavalo é um recurso essencial para recuperar a confiança em seu corpo e em suas habilidades. Essa relação exclusiva é uma grande ajuda na superação das dificuldades da doença e de seus tratamentos”, acrescenta o prof. Antonio Ruggiero, Diretor de Oncologia Pediátrica do Hospital Universitário A. Gemelli Irccs. O projeto divide-se em três áreas: In Therapy, uma abordagem etológica aos cavalos, destinada a doentes oncológicos, a realizar em áreas especificamente identificadas no âmbito da Fundação. Esta atividade não inclui montagem; Off Therapy, ou seja, atividades para pacientes que terminaram a internação a serem realizadas durante os Family Days e os Clubes de Equitação. Nesta fase da atividade, é possível realizar o trabalho do cavalo montado, de acordo com as fases de progressão previstas para cada paciente e seu interesse neste tipo de atividade. Por fim, Open Day: atividades com pôneis visando a interação entre os pacientes pediátricos internados e os filhos dos funcionários do CHU A. Gemelli Irccs, o que intensifica a atividade de relacionamento social entre as crianças e o cavalo.

Cooper Averille

"Praticante de cerveja incurável. Desbravador total da web. Empreendedor geral. Ninja do álcool sutilmente encantador. Defensor dedicado do twitter."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.