Em 2021 houve um aumento de ciberataques em Portugal




Em 2021, os ciberataques em Portugal registaram uma “deterioração significativa” por um crime internacional “altamente organizado”. Como informa a agência noticiosa “Lusa”, é isso que se destaca na relatório anual de segurança (Rasi) entregue hoje ao Parlamento. No capítulo dedicado às ameaças à segurança interna, Rasi relata que em 2021 “observou-se a continuidade de diferentes eixos de operações cibernéticas ofensivas contra alvos nacionais, de uma ampla gama de atores de ameaças” . No que diz respeito à ciberespionagem contra alvos portugueses, indica uma “continuidade na ocorrência de ataques cibernéticos que visam comprometer alvos públicos e privados, bem como entidades de importância estratégica, de forma a extrair informação sigilosa sensível ou privilegiada” . Segundo Rasi, é um “ameaça persistente com a possibilidade de evolução quanto à sofisticação, volume e consequências disruptivas dessas ações”. O documento alerta ainda para o fenómeno da desinformação digital, nomeadamente o das plataformas de redes sociais, que em 2021 continuaram a acolher “dinâmicas de desinformação e contestação política e social a nível global, dinamizadas por uma miríade crescente de autores nacionais e externos”.

Leia também outras notícias sobre Notícias Notícias
Siga-nos nas redes sociais da Nova News em Facebook, Twitter, LinkedIn, Instagram, Telegrama







Cooper Averille

"Praticante de cerveja incurável. Desbravador total da web. Empreendedor geral. Ninja do álcool sutilmente encantador. Defensor dedicado do twitter."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.