Evans dá o tom, à frente de Loeb e Ogier – OA Sport

Toyota dá o tom com Elfyn Evans após o segundo dia do Rali de Portugal, quarta jornada do Campeonato do Mundo de 2022. O galês foi o melhor na gravilha portuguesa, fechando com 13 segundos e 6 décimos de vantagem sobre o companheiro de equipa O finlandês Kalle Rovanpera ee +44,4 no ibérico Dani Sordo (Hyundai). Dificuldades para Sébastien Ogier e Sébastien Loeb, ambos fora da luta pelo sucesso.

O dia começou sob a bandeira de Elfyn Evans. O galês da Toyota aproveitou a largada para dominar a cena com uma vantagem de 6 segundos sobre o britânico Gus Greensmith (Ford/M-Sport). Terceiro lugar depois da SS2 para o francês Pierre-Louis Loubet (Ford/M-Sport) à frente do seu compatriota Sébastien Ogier (Toyota).

O dia continuou sob a bandeira do galês, perfeito no SS3 para repelir qualquer ataque de seus rivais. O n°33 do grupo termina com 1 décimo de vantagem sobre o estoniano Ott Tanak (Hyundai) e dois no japonês Takamoto Katsuta (Toyota). Confirmações no segundo jogo do dia também do finlandês Kalle Rovanpera (Toyota) e do irlandês Craig Breen (Ford/M-Sport), respectivamente +0,2 e +0,3 do melhor tempo do segmento.

F1, Mick Schumacher: “O ritmo foi bom em todas as condições. Nosso objetivo é Q3″

O quarto segmento mudou a liderança geral com um ataque decisivo de Sébastien Loeb (Ford/M-Sport). O vencedor do Rali de Monte-Carlo 2022 arrebatou o recorde absoluto de Evans por 5 décimos, segundo com 2 segundos e 8 décimos sobre o belga Thierry Neuville na primeira do Hyundai.

A quinta etapa, no entanto, viu a saída de Sébastien Loeb. A lenda da disciplina errou nos primeiros metros do SS5, um erro sensacional que pôs fim à sua aventura em solo português. A corrida está de volta nas mãos de Evans, líder com 2 segundos à frente de Neuville e 4 sobre Ogier que continuou no ranking em Rovanpera.

A tarde continuou a ter algumas reviravoltas importantes. Ogier e Tanak de fato perfuraram e perderam terreno do topoenquanto o vice-campeão mundial tentou esticar em Neuville, sempre de acordo 5 segundos e 8 décimos do Yaris do galês.

SS7 não mudou o destino do evento, um especial que antecedeu a saída de palco para Neuville após um problema no eixo de transmissão. O n°11 do grupo perdeu mais de um minuto caindo no SS8, caindo para o quinto lugar na classificação geral. A Toyota aproveitou o início oficial do i20 para monopolizar as duas primeiras posições com Evans liderando de Rovanpera. O ranking permaneceu intacto como esperado no SS9, especial disputado dentro do estádio ‘Rallycross’ de Lousada.

Até amanhã para mais um dia a não perder em solo português.

RALI DE PORTUGAL DIA 2 CLASSIFICAÇÃO

1#33 GBR E.EVANS GBR S.MARTIN GR Yaris Rally1 M RC1 1:25:43.3
2 # 69 FIN K. ROVANPERÄ FIN J. HALTTUNEN GR Yaris Rally1 M RC1 1: 25: 56,9 +13,6 +13,6
3 # 6 ESP D. SORDO ESP C. CARRERA i20 N Rallye 1 M RC1 1: 26: 27,7 +30,8 +44,4
4 #18 JPN T. KATSUTA IRL A. JOHNSTON GR Yaris Rally1 MT RC1 1:26:32.9 +5.2 +49.6
5 #44 GBR G. GREENSMITH SWE J. ANDERSSON Puma Rally1 Nenhum RC1 1:26:44.0 +11.1 +1:00.7
6 #7 FRA P. LOUBET FRA V. LANDAIS Puma Rally1 Nenhum RC1 1:26:58.9 +14.9 +1:15.6
7 # 11 BEL T. NEUVILLE BEL M. WYDAEGHE i20 N Rallye 1 M RC1 1: 27: 29,7 +30,8 +1: 46,4

Foto. SLP

Cooper Averille

"Praticante de cerveja incurável. Desbravador total da web. Empreendedor geral. Ninja do álcool sutilmente encantador. Defensor dedicado do twitter."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.