Festival da Canção, aqui estão cantores e canções portuguesas a concorrer ao Eurovision 2022

Apresentou os artistas e músicas que vão competir no festival de cancaoo concurso de selecção portuguesa que vai atribuir o bilhete para oFestival Eurovisão da Canção 2022programado para 10, 12 e 14 de maio no PalaOlimpico de Turim.

Como já é tradição, são os autores, convidados pela RTP a apresentar uma música, que escolheram os artistas a quem confiar a música selecionada, podendo obviamente decidir interpretá-la pessoalmente.

As canções do concurso, divididas em duas meias-finais, são no entanto 20 em número, pois aos autores convidados pela TV somam-se 4 seleccionados pela comissão artística designada entre os que responderam ao convite lançado pela TV e reservado para jovens artistas portugueses. .

Final marcada para 12 de março: para os três shows, uma mistura de júris de televisão e nacionais nas diferentes regiões do país decidirá.

PRIMEIRA SEMI-FINAL (5 de março)

ÁUREA – Por quê?

O perturbador cantor e compositor, ex-juiz do The Voice of Portugal, decidiu embarcar na faixa na primeira pessoa. Três discos de platina, incluindo os dois primeiros álbuns, seguidos por um período de descida, ele se apresenta principalmente em inglês. No entanto, continua a ser um dos principais nomes do mainstream lusitano. Peça de grande atmosfera, mas muito complexa para a Eurovisão.

FADO BICHA – Povo pequenino

A parte queer será representada na primeira pessoa por esta dupla conhecida no seu país natal pela reescrita de peças históricas de fado num tom anti-discriminação. Eles são autores de sua própria peça

FF – Como E Bom Esperar Alguem

Fernando Fernandes, lançado ainda criança pelo espetáculo “Bravo Bravissimo”, também confidencia neste caso a canção. Para ele, é uma oportunidade de se oferecer no pop após a primeira parte de sua carreira que o viu atuar em trilhas sonoras de novelas e competir em shows como a versão lusitana de “Tale e cui”.

DIANA CASTRO – Ginger Ale

Joana Espadinha confiou a música à finalista de 30 anos do The Voice of Portugal em 2018.

KUMPANIA ALGAZARRA – Na Minha Praia

O grupo folk com influências ciganas entra em campo em primeira mão e vem disputar um lugar na Eurovisão após mais de 15 anos de carreira.

MARO – Saudade, saudade

Não poderia haver título mais português para o lançamento internacional do cantor e compositor radicado em Los Angeles, formado na escola de alguns dos maiores artistas da cena lusitana.

NORTON – Esperança

O grupo de indie-rock de Norton comemora 20 anos de carreira em 2022, com 6 álbuns e vários EPs em seu crédito.

THEMisterDRIVER – Calistun

Também haverá espaço para uma proposta da cena punk com este artista que é muito popular entre os mais novos. Ele também é o autor de sua música, ele é um dos nomes selecionados através da chamada para jovens artistas sem gravadora

OS QUATRO E MEIA – Amanhã

Este grupo é muito especial, composto por músicos que na verdade têm outros trabalhos principais nas suas vidas: três médicos, dois engenheiros, um professor, colegas que dão concertos por Portugal nos tempos livres. O autor da música é um dos integrantes da banda, Tiago Nogueira. É este sobrenome que foi selecionado como parte da chamada para jovens artistas sem gravadora.

VALAS & OS ASTRONAUTAS-Odyssey

A cantora e compositora Valas lidera um projeto suspenso entre sons funky, eletrônico e dance dos anos 90. Para o artista, recém-saído de contrato com uma grande, já várias visualizações no YouTube,

SEGUNDA SEMI-FINAL (7 de março):

MILHANAS – Body feminino

Agir, talvez o compositor mais famoso da competição, confiou a música a este jovem de vinte e um anos da mesma editora de Salvador Sobral que lançou recentemente o primeiro single após formação em jazz, em musicais e coros gospel.

BLACC – Mar no fim

A cantora e compositora brasileira de vinte anos agora ancorada em Portugal entra em campo, com seu pop com influências de r’n’b e trap.

CUBITA – Uma linda tua

Nadia Vasconcelos, de origem angolana, ex-participante do Pop Idol e X Factor, muito popular no Spotify, escreve a sua música na primeira pessoa.

PONGO E TRISTÂNIO – Degradado

Dj Marfox confiou a sua música a Pongo, cantor e compositor de origem cabo-verdiana que venceu no ano passado Music Moves Europe Talent Awards, o prémio da Comissão Europeia para o melhor talento europeu emergente. Com ele Tristany, outra voz independente da cena lusitana.

JONAS – Pontas rebordão

Fábia Rebordão escreve para Jonas, jovem intérprete português que saiu do pop com o primeiro disco inspirado na figura de São Jorge

OS AZEITONAS – Solta a Voz e Canta

Os grandes adversários de Aurea na Eurovisão serão eles, “The Olives”, grupo de pop rock já melhor artista português nos MTV Awards e com várias produções em primeiro lugar no ranking.

INÊS HOMEM DE MELO – Fome de Viagem

Cantora e psiquiatra, Ines Homem de Melo é a artista escolhida pelo autor Pedro Marques, selecionada no âmbito do concurso para jovens artistas sem rótulo.

PASSION CHILI – Código 30

Nascido durante a pandemia, este projeto musical chega ao Festival para lançar o primeiro álbum depois de alguns singles de sucesso. Eles também foram selecionados como parte da chamada para jovens artistas sem selo

O VAMPIRO SUBMARINO – Ao lado de mim

O vampiro submarino é o projeto de PZ, autor desta música. Muito conhecido na cena EDM, PZ já tem sete álbuns de carreira. Seu último single “Incompatibilidades” toca muito nas rádios.

SYRO – Ainda nos temos

Diogo Lopes aka Syro, cantor e compositor e baterista de pop alternativo, alguns singles com uma boa resposta aos seus pontos fortes

Cooper Averille

"Praticante de cerveja incurável. Desbravador total da web. Empreendedor geral. Ninja do álcool sutilmente encantador. Defensor dedicado do twitter."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.