“Friedkin em silêncio? Há quem fale demais

ROMA – Quando ele fala, ele deixa sua marca como quando estava no meio de campo. E como romano, ele sabe como acertar o jab vencedor mesmo depois de um tempo. Ex-capitão da Roma Francesco Totti nunca gostou do ex-presidente Pallotta, o homem que encerrou a carreira de amarelo e vermelho. E ele frequentemente volta para acertar o alvo.

Totti: “Há os que falam pouco, e os que falam demais…”

O camisa dez da Roma – em entrevista recente – comentou o silêncio da família Friedkin sobre a situação com o técnico português Mourinho. “Não consigo entrar na dinâmica da empresa – enfatiza Totti – se eles seguiram esse caminho de silêncio, acho que é certo e que deve ser respeitado. Desde a sua chegada, optaram pelo silêncio: há quem fale demais… e quem, pelo contrário, fale menos”.

Corriere dello Sport por assinatura

Juntos pela paixão, escolha como

Assine a edição digital do jornal. Partidas, histórias, ideias, entrevistas, comentários, colunas, rankings, tabelas, formações, prévias.

Sempre com você, como você quer

Cooper Averille

"Praticante de cerveja incurável. Desbravador total da web. Empreendedor geral. Ninja do álcool sutilmente encantador. Defensor dedicado do twitter."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *