GP de Portugal, Moto2 e Moto3: Portimão aguarda as novidades

Claro que teremos um novo nome no quadro de honra de Portimão na Moto2: os vencedores anteriores são, na verdade, dois pilotos que chegaram este ano na categoria rainha. Remy Gardner venceu o GP de Portugal de 2020, Raúl Fernández o de 2021 e, durante o GP do Algarve do ano passado, foi um duelo decisivo entre os dois. Gardner venceu, à frente de Fernandez, levando o título da categoria. Este monopólio das vitórias dos dois estreantes da KTM MotoGP deixa o campo aberto a um novo vencedor, mas não só, teremos também algumas novidades sobre os pilotos no pódio. No campo inicial 2022, há apenas dois pódios aqui: são Sam Lowes, terceiro em 2020 e no GP do Algarve no ano passado e Aron Canet, segundo no GP de Portugal do ano passado.

Reino da Espanha em Moto3

Também Moto3 espera um novo vencedor em Portimão: os precedentes são Raul Fernandez em 2020o que o torna o único vencedor aqui em Moto2 e Moto3, e Pedro Acosta nas duas corridas do ano passado. Três espanhóis, por um Monopólio Ibérico da primeira posição em Portimão, mas não dos outros pódios, onde os nossos pilotos lideram por 5 a 4. Faça as contas? Sim, em três corridas de Moto3 disputadas aqui, apenas pilotos italianos ou espanhóis chegaram ao pódio. 4 dos 5 pódios tricolores foram obtidos por dois grandes protagonistas no início de 2022: Denis Foggia2º nos GPs de Portugal de 2020 e 2021, e Andrea Migno, 3º no ano passado no GP de Portugal e 2º no Algarve. Para o Moto3 há outro dado interessante, que contrasta com o do MotoGP, mas se limita apenas a Pedro Acosta. Ele é o único a vencer em Portimão em todas as classes fora do top 10, e o fez em suas duas vitórias no ano passado. No GP de Portugal, venceu da 12ª posição da grelha, no Algarve mesmo a partir da 14ª.

Cooper Averille

"Praticante de cerveja incurável. Desbravador total da web. Empreendedor geral. Ninja do álcool sutilmente encantador. Defensor dedicado do twitter."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.