investigação sobre a guerra na Ucrânia

Uma pesquisa sobre a guerra na Ucrânia revelou opiniões muito diferentes dos cidadãos europeus sobre as responsabilidades dos países

Por: VirgilioNotizie | Postado em:




A invasão russa da Ucrânia criou uma profunda cisão no coração da Europa, com consequências econômicas significativas para todo o Ocidente. Mas uma divisão também é evidente na opiniões dos cidadãos europeusque parecem muito diversificados em relação às responsabilidades na guerra de seus principais atores.

A investigação sobre a guerra na Ucrânia

Uma pesquisa realizada pela Datapraxis e YouGov entre 28 de abril e 11 de maio em 10 países europeus, distribuída pelo think-tank “European Council on Foreign Relations” e assinada por Mark Leonard e Ivan Krastev, esclareceu como os cidadãos de diferentes países que acusam antes a Ucrânia ou a Rússia, ou mesmo a União Europeia ou os Estados Unidos.

o 8.172 participantes sob investigação estão localizados em Finlândia, França, Alemanha, Grã-Bretanha, Itália, Polônia, Portugal, Romênia, Espanha e Suécia. Várias perguntas foram feitas aos entrevistados, e as respostas ainda mais díspares.

Qual país é o responsável pela guerra?

À pergunta “qual país é o responsável pela guerra?” », a maioria dos entrevistados (73%) respondeu que a responsabilidade é Rússia. Com diferenças muito significativas: na Finlândia esta opinião é partilhada por 90% dos inquiridos, enquanto na Itália a percentagem cai para 56%.

Por outro lado, 27% dos italianos inquiridos (quase um em cada três) estão convencidos de que a responsabilidade pela guerra éUcrâniadoUnião Europeia ou de Estados Unidos. A porcentagem restante respondeu com “não sei” ou “nenhuma dessas”.

Quais países obstruem a paz?

À pergunta “Quais países impedem a paz?” », a maioria dos entrevistados (64%) respondeu que é o Rússia representam o principal obstáculo. Também aí com percentagens muito diferentes: de 87% na Finlândia a 39% em Itália, onde 35% dos inquiridos consideram que os obstáculos à paz são Ucrânia, UE Onde Estados Unidos.

Paz à custa da justiça, ou justiça à custa da paz

E a paz? A pesquisa mostra que a Itália quer paz o mais rápido possível, mesmo à custa de algumas perdas territoriais para a Ucrânia: 52% dos inquiridos pensam assim. 16% preferem Justiçapedindo a integridade territorial da Ucrânia e a punição da Rússia pela agressão.

Essas porcentagens são quase invertidas na Polônia, onde 16% querem a paz em detrimento da soberania da Ucrânia e 41% preferem a justiça.

E o que você acha? Vote na enquete para descobrir quem você acha que está atrapalhando a paz



putin-zelensky

Fonte da foto: ANSA

Cooper Averille

"Praticante de cerveja incurável. Desbravador total da web. Empreendedor geral. Ninja do álcool sutilmente encantador. Defensor dedicado do twitter."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.