Jogo público: “Legality, Work, Lazio”, já com 1500 subscritores na manifestação de 29 de abril

“Já são 1.500 associações de trabalhadores, empresas, associações e representantes institucionais que, na sexta-feira 29 de abril, a partir do dia 11, se reuniram para o evento ‘LEGALITA’ LAVORO LAZIO. TRABALHADORES DE JOGOS PÚBLICOS NA PRAÇA POR 3 BOAS RAZÕES’, a ser realizado na sede do Conselho da Região do Lácio.

O encontro será uma oportunidade para apresentar as propostas da Coordenação dos Aliados para a Legalidade ao Conselho Regional e ao Presidente Zingaretti, aos cidadãos, associações, instituições romanas e meios de comunicação, convictos de que é possível continuar a construir um modelo virtuoso de gestão de bens públicos de jogo no Lácio que reforça os princípios e valores que inspiram a Lei 5/2013 sobre a luta contra o jogo patológico, sem destruir as garantias de legalidade e sem abrir mão dessas atividades, e d ‘outros, no Lácio ao máfias”.

O anúncio foi feito em nota dos Aliados para a Coordenação da Legalidade, que reúne as associações mais importantes do setor: Acadi – Confcommercio, Acmi e Astro (membros da Confindustria), Agisco, Assotabaccai, Criga, Donne in Gioco, Egp – Fipe , Fit – Federação Italiana de Tabacarias, Sapar, Sts – União Desportiva Totoricevitori, Utis.

“Nos últimos meses – continua a nota – a nossa coordenação construiu encontros, iniciativas, momentos de intercâmbio para promover as propostas reunidas no “Manifesto pela cultura do jogo legal”: o estabelecimento de ‘Maisons de legalidade’ em cada ponto de Jogo Público denunciar atos ilícitos ou atos de ilegalidade urbana, a implementação do controle de acesso via Cartão de Jogo, o selo “Aliados pela Legalidade” e a campanha de conscientização, ativação do cadastro de autoexclusão, treinamento, qualidade dos ambientes, nova distribuição do jogo pontos para evitar zonas de semáforo Propostas e ações concretas como a inauguração, no último dia 22 de abril, na presença do Presidente do Município de Roma V Mauro Caliste, da primeira Casa da Legalidade da região do Lácio”.

A nomeação desta sexta-feira, 29 de abril, pretende também ser mais uma oportunidade de debate e envolvimento com instituições municipais, municipais, regionais e nacionais: “queremos destacar – conclui a nota – o quanto certas regulamentações regionais, como a chamada ‘telêmetro’, que entrará em vigor a partir de agosto próximo, colocará em risco os empregos dos 16.000 trabalhadores do setor, abrindo as portas para o crime organizado. O Lazio, nossa região, não pode arcar com isso.

Cooper Averille

"Praticante de cerveja incurável. Desbravador total da web. Empreendedor geral. Ninja do álcool sutilmente encantador. Defensor dedicado do twitter."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.