Liga da Juventude, Juve Benfica 5-6 após penáltis: os portugueses na final

JUVENTUS-BENFICA: 5-6 anunciados (2-2)

3′ Neto (B), 10′ Semedo (B), 51′ Chibozo (J), 73′ Turicchia (J)

JUVENTUS (4-4-2): Senko; Savona (46′ Turco), de Winter, Muharemovic (66′ Hasa), Turicchia (87′ Rouhi); Mulazzi, Bonetti (84′ Cerri), Miretti, Iling-Junior; Soulé, Chibozo. Treinador: Bonati

BENFICA (4-3-3): Soares; João Tomé, Araújo, Silva, Rodrigues; N’Dour (90′ Sequeira), Jevsenak (Nuno Félix), Neto; Pedro Santos (84′ Marques), Moreira (90′ Resende), Semedo (37′ Gomes). Treinador: Castro.

Excluído: 35′ Soares (B)

A viagem de Juventus na Liga Juvenil. Os jovens bianconeri treinados por Andrea Bonatti foram derrotado nos pênaltis desde Benfica no jogo que foi disputado em Nyon. Jogo a duas: Após o início de jogo chocante, com o Benfica a vencer por dois golos logo aos dez minutos, os bianconeri também reagem graças à superioridade numérica aos 35 minutos da primeira parte devido à expulsão do guarda-redes Soares e no segundo semestre, as contas se equilibram primeiro com Chibozo e depois com Turicchia. Nos pênaltis, porém, a Juve é menos precisa: Turco e Soulé cometem um erro e Benfica voa para a final. Além da amargura da derrota e da eliminação a um passo da final da competição, resta a satisfação do clube da Juventus por ter alcançado o marco mais alto da história do clube nas categorias de base.

Início de choque para a Juve

aprofundando



Lançado pela Liga da Juventude: de Abraham a Sané

O início da Juve é realmente traumático. Depois de apenas três minutos de jogo, o Benfica assume vantagem com Neto que se aproveita de um erro na fase de ajuste dos bianconeri, enquanto 10′ chega a dublagem Português assinado por Semedo, autor de uma grande direita que passa por baixo do travessão. Dupla liderando o jogo nas pistas mais amistosas do Benfica, mas a Juventus encontra forças para reagir: aos 27′ Chibozo dá um passo para longe da pontuação, mas sua conclusão tapa na trave. Aos 35′ no Benfica mantém-se aos dez pela expulsão do goleiro Soares, autor de uma falta ruim fora da área sobre Mulazzi.

Ilusão da HCL, Benfica vai para os penalties

Aos 51 ‘Juve reabre a partida graças a um belo O objetivo de Chibozo, quem de longe manda a bola por baixo do travessão. Os bianconeri seguram a bola nas mãos, tentando pacientemente encontrar os espaços certos para romper a linha defensiva portuguesa. O Benfica, que não ficou parado e no espaço de dois minutos, dos 58′ aos 60′, esteve muito perto de bisar com Pedro Santos. Rede que ao invés no minuto 73 encontra Juve com Turicchia que com uma grande direita bateu Gomes e empatou o placar. A bianconeri perto de ultrapassar, mas Chibozo manda alto de dentro da área. 84 Benfica ainda perigoso de longe. Vamos para os pênaltis: A Madeira está errada para o Benfica, mas os bianconeri são ainda mais imprecisos e dois pênaltis com Turco e Matias Soulé falhamuma das jóias do grupo Juve.

Cooper Averille

"Praticante de cerveja incurável. Desbravador total da web. Empreendedor geral. Ninja do álcool sutilmente encantador. Defensor dedicado do twitter."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.