Liga das Nações, Portugal termina em 4º contra a República Tcheca, Espanha derrotada em casa pela Suíça

Portugal está à frente da Espanha no Grupo 2 da Liga A e aproxima-se rapidamente da final da Liga das Nações. Os lusitanos venceram pela força (0-3) na República Checa e aproveitaram a inesperada derrota da Espanha, goleada por 1-2 em Saragoça pela Suíça.

Assistência de Leão e Mário Rui, Portugal poker

Em Praga, Ronaldo e os seus companheiros também venceram graças à contribuição de Leão e Mário Rui que deram a assistência para os dois primeiros golos, marcados por Dalot (33º) e Bruno Fernandes (45º). A República Tcheca falhou a meio do primeiro tempo com Schick de pênalti sofrido após toque ingênuo de Ronaldo na área e Portugal aproveitou para fechar o placar no segundo tempo (52’) com mais um belo gol (esquerda) . pé de fora) pelo ex-jogador do AC Milan Dalot então (82 ‘) com um cabeceamento de Diogo Jota na barreira aérea de Ronaldo.

Suíça surpreende Espanha

Uma Espanha opaca foi surpreendida pelo suíço Rodriguez que venceu graças aos golos de Akanji (18′) e Embolo (58′) que responderam ao golo do empate momentâneo assinado (55′) por Jordan Alba. Para chegar à final agora, o time de Luis Enrique precisará vencer no confronto direto com Portugal, em Lisboa, marcado para a próxima terça-feira.

Israel promovido à Liga A

Na Liga B, Israel festeja a subida à categoria A a um jogo do fim ao vencer, aos 92 minutos, a Albânia de Reja (2-1), que entrou em campo com os “italianos” Ismajli, Ajeti, Asllani e Hysaj. Corrida cheia de emoções em Tel-Aviv. Os proprietários lideram aos 46 minutos com Weissman, acompanhado aos 88 minutos por Ozuni. Para dar aos israelenses uma noite de festa, ele pensou em 92 ‘Baribo. Agora, para não ser rebaixada à Série B, a Albânia terá que vencer a Islândia na próxima terça-feira, em Tirana.

Gol de Lukic, duas assistências de Vlahovic: Sérvia ainda tem esperança

No Grupo 4, a Sérvia ainda esperava uma subida depois da reviravolta (4-1) sobre a Suécia e da simultânea derrota da líder Noruega, surpresa (2-1) na Eslovénia. Agora as duas equipes estão empatadas na liderança com 10 pontos. A Sérvia, que entrou em campo com os dois Milinkovic-Savic, Kostic, Lukic e Vlahovic, venceu graças a um hat-trick de um selvagem Mitrovic (18′, 45′ e 50′) servido, na ocasião 3-1, por Vlakhovic. O atacante da Juve também desempenhou um papel importante no 4 a 1 ao tirar Lukic da área, que venceu Olsen com um belo chute da esquerda. A Suécia, onde Hien se estreou no absoluto desde o 1′, foi iludida após o primeiro golo de Claesson (15′).

Noruega cai de surpresa para a Eslovênia

A Eslovênia, com Bijol e Stojanovic como titulares e Lovric e Crnigoj utilizados na final, surpreendeu a Noruega de Ostigard e Thorstvedt. Os convidados chegaram à vantagem aos 47 minutos com o habitual Haaland e foram ultrapassados ​​por golos de Sporar (69º) e Sesko (81º). Apesar do nocaute, a Noruega continua favorita para a promoção, já que tudo se resume ao confronto direto de terça-feira à noite em Oslo com a Sérvia, que não poderá contar com Milinkovic-Savic, da Lazio, por ser desclassificado. Os escandinavos terão dois resultados em três disponíveis depois de vencerem (0-1) a primeira mão, em Belgrado.

Gol de Hendry, retorno da Escócia Irlanda
A passagem para o Grupo 1 também será disputada no último dia, onde a Escócia manteve uma vantagem de 2 pontos sobre a Ucrânia ao derrotar a Irlanda por 2 a 1 no retorno a Glasgow. Convidados enganados por golo de Egan aos 18 minutos e ultrapassados ​​na segunda parte por cabeceamento do defesa cremonense Hendry (50′) num cruzamento de Christie e depois (82′) do próprio Christie que converteu uma grande penalidade marcada a uma bola da mão por Browne. A Ucrânia, com Malinovskyi no banco durante os 90′, espera graças a um fácil empate em 0-5 na Armênia assinado por Tymchyk (22′), Zoubkov (57′), Ignatenko (81′) e o bis de Dovbyk (69′ e 84′). Na última rodada, ele terá que vencer o confronto direto com a Escócia, marcado para a noite desta terça-feira, em Cracóvia, na Polônia.

Kastanos inspira, Chipre surpreende a Grécia
Por fim, no Grupo 2 da Lega C, as cartas na zona de despromoção voltam a ser embaralhadas depois do surpreendente triunfo (1-0) do Chipre sobre a Grécia, já promovida a B. Os insulares, com Ioannou e Kastanos titulares, impõem-se graças a um golo aos 18 minutos Tzionis, lançado à baliza por Kastanos. A Irlanda do Norte também espera a salvação ao vencer o Kosovo por Ujkani e Rrahmani (não utilizado) por 2–1 em troca. O golo do ex-Lazio Muriqi (58’) foi respondido na final por Whyte (82’) e Magennis (90’).

Leigh Everille

"Analista. Criador hardcore. Estudioso de café. Praticante de viagens. Especialista em TV incurável. Aspirante a fanático por música."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *