Marrocos reescreve a história, Portugal voa mesmo sem Ronaldo

Cento e vinte minutos de jogo e três chutes a gol não foram suficientes para a Espanha marcar. O herói do dia da Copa do Mundo de 2022 se chama Yassine Bonoué o goleiro do Marrocos e hipnotizou os atacantes do Red Furies na partida mais surpreendente das oitavas de final do Mundial do Catar.

O único desafio que provou que os apostadores estavam errados terminou em um jogo sem gols e, na verdade, também afundou as emoções. Poucas vezes Espanha e Marrocos conseguiram criar ocasiões de golo, com os ibéricos presos na sua posse de bola estéril e livres dos lampejos de genialidade que caracterizaram o tikitaka original de Iniesta, Xavi e Companhia.

O nível técnico e as habilidades táticas desses jogadores permanecerão inigualáveis ​​por muito tempo, embora a nova geração espanhola tenha muitos jogadores jovens de qualidade comprovada. Bravo sim, mas talvez prisioneiros de uma ideia, talvez demasiado respeitosos de uma tradição que deveria ser perpetuada de diversas formas, porque no futebol não há clones, mas cada um tem a sua identidade técnica.

E Marrocos? Louvável em espaços fechados, em vencer duelos individuais e em correr como se não houvesse amanhã. Para ações de ataque com armadilhas de perigo, a estatística indica 2 em noventa minutos. Então? Então hora extra!

COPA DO MUNDO 2022: A LOTERIA DOS PENALTIS DISSE MARROCOS

Os trinta minutos e os tostões à disposição das duas equipas, por regulamento, para evitar que o disco seja chamado a julgar solenemente, não mudaram a história. Emoções sim, com a aparência de alguns dólares de “Bari” cheddarde um tropeço fatal na finalização e, principalmente, da trave lateral lascada por Sarabia no último segundo da partida, de uma bola pendurada da direita enviada para a clarabóia oposta.

Com a trave de Sarabia a partida terminou e com a trave de Sarabia começou a loteria de pênaltis. O atacante do PSG, habitualmente infalível nos pênaltis, desta vez tocou na quantidade e a partir daí começou o calvário dos onze metros do vermelho fúrias, que realmente não apareceu na presença de bonou. O guarda-redes marroquino rejeitou as conclusões do soler E Busquets e por isso os norte-africanos, que cometeram apenas uma falta na terceira tentativa, bastou para Hakimi tocar no centro no quarto pênalti para encerrar a disputa.

Foi, afinal, a única grande surpresa destas oitavas de final, que nas outras sete partidas sempre promoveu o favorito da véspera. Marrocos representa o vento novo, um vento quente que vem de África, que não só varreu Espanha como vai tentar abalar Portugal.

PORTUGAL, UMA GRAVE LIÇÃO PARA A SUÍÇA

As últimas oitavas de final da Copa do Mundo de 2022 pareciam ser uma das mais equilibradas, já que a Suíça havia mostrado grande solidez defensiva nas oitavas de final. Fernando Santos animou-o ainda antes do apito inicial, excluindo a história, a lenda, o mito do futebol português. Cristiano Ronaldo, 118 gols pela Seleção, quase 900 na carreira, o artilheiro mais prolífico de todos os tempos, começou a partida no banco e lá permaneceu por 74′. Quando entrou em campo, para Gonzalo RamosPortugal já vencia por 5 a 1 e o seu centroavante favorito até havia marcado um hat-trick.

O que um mito faz em tal situação? Procure o 119º, e ele até o encontraria, se não fosse por um impedimento limpo o suficiente. No entanto, chega o sexto, assinado por Leão, outro “infeliz”, porque o tempo de jogo que reserva Santos ele é um ator coadjuvante, enquanto ele é um campeão.

Mistérios do futebol, mas que culpar um treinador que coloca no banco os dois atacantes mais fortes e faz 6 deles na Suíça até então hermética? Este Portugal assusta, porque tem talento, inventividade e corrida. E uma defesa sólida, que nunca é demais. Com Marrocos será um desafio intrigante, mas os lusitanos são favoritos, admitindo que haja lógica no futebol. Agora, dois dias de folga, antes das brilhantes quartas de final.

E as quartas de final de um campeonato mundial são sempre uma festa, mesmo que o triste vento do deserto sopre a alguns quilômetros de distância.

Beowulf Presleye

"Extremo fanático por mídia social. Desbravador incurável do twitter. Ninja do café. Defensor do bacon do mal."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *