Miguel Oliveira não acredita: o título mundial não lhe chega, também quer Cristiano Ronaldo! -CORTAR

O piloto português da Team RNF Aprilia foi convidado para um programa de rádio e deu adeus à KTM, à sua chegada à Aprilia e à “certeza de que o título mundial chegará em breve”. Convencidos de que está convencido, teremos agora de ver o que pensam os adversários. Entretanto, porém, contentar-se-ia com uma conversa com Cristiano Ronaldo.

“Há alturas na vida em que se sente um forte impulso para uma mudança radical e há comboios que só passam uma vez e há que aproveitar essa oportunidade. Eu queria muito mudar e sair da minha zona de confortot” – Soa como a realização de qualquer um, enquanto deitado no sofá em um estúdio de psicoterapia, ele se ilumina. Em vez disso, um piloto de MotoGP fala: Miguel Oliveira. E o teatro é o de uma rádio portuguesa que acolheu a agora ex-KTM durante um longa entrevista.

“Não estou bravo com a KTM – disse Oliveira – Não nos separamos mal, pelo contrário. E não posso dizer que não fui bem tratado, mas não havia condições de avançarmos juntos. A equipa de fábrica queria um piloto com características diferentes das minhas e havia a possibilidade de entrar Gás Gás com uma moto que, na verdade, é uma KTM pintada de vermelho. Lá eles gostariam de ter um espanhol e um português, mas eu queria mudar, tentar outra coisa. Não faltaram ofertasincluindo um do Team Gresini que me teria permitido montar um Desmosedicimas o projeto Aprilia e a RNF Isso é o que gostei mais dele”. O piloto português está convicto que pode ir bem com uma moto que foi forte em 2022 com Aleix Espargarò e que vai bem com as suas características, ainda que as cores não sejam as da equipa oficial. É claro que na Aprilia, talvez face a outras marcas e também tendo em conta a idade de Oliveira, existe uma promessa para o futuro que pode parecer mais concreta, até porque Miguel não tem apenas um objetivo:Quero ganhar um título mundial, sei que posso. Acho que o título mundial pode vir em breve”.

vocêsuma afirmação que, até hoje, soa como um tiro, mas o português não hesitou em definir-se como “obstinado e tenaz” e se a Aprilia se revelar uma moto capaz de competir com outras, Miguel Oliveira poderá mesmo ter o seu dizer. Na MotoGP, ele já venceu e no degrau mais alto do pódio, na categoria rainha do motociclismo, não é qualquer um que sobe e você não sobe por acaso. É um sonho a partilhar com toda uma nação, já que Portugal não tem outros representantes no MotoGP, embora se possa orgulhar de ter o mais famoso dos desportistas. “Cristiano Ronaldo – conclui Oliveira – é uma referência para mim também. Ele é um grande profissional, é uma pessoa que ama o que faz e que é absolutamente sério. Nós nos conhecemos e, de fato, eu convido ele para este programa de rádio, talvez para uma discussão e uma entrevista para fazermos juntos”.

Cooper Averille

"Praticante de cerveja incurável. Desbravador total da web. Empreendedor geral. Ninja do álcool sutilmente encantador. Defensor dedicado do twitter."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *