NA LUZ: a exposição de Karen Thomas no Istituto di Sant’Antonio dei Portoghesi (Roma, 28 de outubro a 19 de novembro)

Numa altura em que a crise energética e a conjuntura internacional tornam o nosso quotidiano frágil e incerto, uma forte mensagem de esperança surge do mundo da arte, sempre capaz de interpretar a contemporaneidade interligada entre cultura, sociedade, economia e ambiente.

Neste contexto abre o 28 de outubro de 2022 às 18h30 no Istituto di Sant’Antonio dei Portoghesivia dei Portoghesi 6 em Roma, a nova exposição pessoal do pintor neo-expressionista Karine Thomasacompanhados – em novo formato expositivo – pelo olhar de Cesare Iani que, com a sua experiência e a sua capacidade de ler a alma humana através das disciplinas da neurociência, acompanha-nos numa sala dedicada, com a sua fotografia, em contextos onde o homem está no centro de um biorritmo urbano redescoberto, típico da sua linguagem e das suas metabolismo. A sua pele são as fachadas dos edifícios, ora espelhadas, ora verdadeiras obras ao ar livre; as suas artérias são estradas atravessadas por rostos benévolos – e é surpreendente a capacidade de captar a serenidade de quem por elas percorre -; até chegar ao coração, ao centro histórico, que pode ser uma aldeia, um campo, e você, visitante, perceber a sua força vital, as cores, a perspetiva, a alma que emana do plano.

Dois olhares o feminino e o masculino que se encontram, narrando reciprocamente por dentro e por fora uma forma de viver a arte, com o olhar de quem já percorreu uma longa vida e sabe que o essencial está também, ou sobretudo, nas pequenas coisas.

A cidade e a natureza tornam-se pólos de uma energia humana vital e avassaladora. A exposição no seu conjunto recoloca-nos no centro de um paradigma vacilante, sobretudo depois da experiência do confinamento, e permite-nos encontrar novas formas e novos espaços, para realmente recomeçarmos através da arte, da ciência e de tudo o que de belo o homem consegue fazer respeitando o nosso planeta.

Na Luz é uma verdadeira primavera de cores. Uma fonte que explode nos salões históricos da via dei Portoghesi 6, onde passo a passo, séculos após séculos, foi praticada a hospitalidade cultural mediterrânica, característica da nossa identidade europeia. Uma figura da arte de Karen Thomas que em grandes telas nos fala de uma necessidade redescoberta de espaço, de diálogo, onde contar uma história entre histórias, um lugar onde os visitantes possam mais uma vez entrelaçar seus olhares.

A exposição, organizada por Ilaria Sergi E Emily Orlando, está ligada ao compromisso dos dois artistas com a pesquisa científica em favor das doenças raras no Istituto Superiore di Sanità. Uma das obras de Karen Thomas, “Cosmo Illuminato”, foi escolhida pelo Instituto de Pesquisa como imagem para o tema de pesquisa “Avanços em Estratégias de Neurohabilitação para Crianças com Distúrbios Neurológicos Raros”.

Leigh Everille

"Analista. Criador hardcore. Estudioso de café. Praticante de viagens. Especialista em TV incurável. Aspirante a fanático por música."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *