Na piazza IV novembro ‘Fornaci al cubo’ está de volta com dança, música e shows

No último fim de semana de julho, ele volta Fornaci al Cuboo festival de artes multidisciplinar criado graças à colaboração de associações, entidades públicas, fundações e empresas com o objetivo comum de animar Piazza IV Novembre de Fornaci di Barga que, para a ocasião, se transformará pelo segundo ano consecutivo em um container de experiências e shows.

O evento destaca-se por uma proposta original com o objetivo de promover todas as formas de linguagem de expressão artística, do teatro à dança, da música às artes visuais, com particular atenção às questões interculturais relacionadas com os valores humanos, sociais e éticos. A iniciativa é patrocinada pela Município de Barga e realizado graças à contribuição fundamental de duas instituições culturais de referência no panorama de Bargigiano: Festival de Jazz de Barga que colaborou para os dois primeiros encontros nos dias 28 e 29 de julho e Toscana Entertainment Foundation Onlus para a última noite de 30 de julho. A direção artística é organizada por Francesco Tomei, os gráficos e a comunicação organizados por Burcu Duran, para um evento desejado pela prefeita Caterina Campani e pelo vereador Sergio Suffredini.

O Fornaci al Cubo também é organizado graças à contribuição de Cipaf – Centro Comercial Natural de Fornaci di Barga e graças ao patrocínio de empresas sensíveis a este tipo de iniciativas como Vts Validation & Technical Services, Suffredini Communications e Construtora Bertoncini que também para esta segunda edição deram uma contribuição fundamental para a viabilização do evento.

“O tema deste ano – explica o diretor artístico – será a viagem concebida como um curso de treinamento pessoal que trará os artistas, mas sobretudo os espectadores do Festival, ao descoberta de suas raízesde si e dos outros em um momento histórico de renascimento onde as conexões se reacendem após o momento mais difícil e difícil da pandemia”.

Começa quinta-feira, 28 de julho, às 21h30, com Aldes dirigido por Roberto Castello, uma associação de artistas e operadores culturais que produz propostas únicas a nível internacional que se caracterizam por uma síntese de dança que se entrelaça com artes visuais, novas tecnologias e teatro. Estará no palco Ah!, um show de palhaços divertido, com sabor futurista e familiar que vai surpreender o público de todas as idades. Os performers Erica Bravini, Mariano Nieddu e Alessandra Moretti vão transformar a praça em um mundo “bidimensional” de gestos de marionetes onde acontecerão coisas engraçadas e bizarras que farão você sorrir. Ah! é uma viagem que tem suas raízes neste entretenimento cômico da antiga cultura italiana influenciada por grandes personalidades como Petrolini, Totò e Macario.

Continua na sexta-feira, 29 de julho, ainda às 21h30 com o boa música jazz do autor com a apresentação de um novo projeto de gravação, o disco Pagine vere resultante da longa colaboração entre o pianista e o compositor John Ceccarelli e o cantor e autor Michela Lombardi, que se junta ao guitarrista Luca Falomi. O álbum oferece uma música intimista e intensa com letras escritas em italiano, inglês, francês, português e corso para um rico percurso de variadas inspirações que vão da música brasileira, ao repertório da tradição europeia à canção italiana que levará o espectador a uma viagem. O projeto de gravação também é enriquecido por interessantes colaborações com artistas como Stéphane Casalta, Dadi, Petra Magoni e Ferruccio Spinetti.

A grande final do festival acontecerá no sábado, 30 de julho, com uma noite que “suba ao cubo” com três propostas artísticas diferentes. Espaço para dança contemporânea e música escrita. Duas jovens empresas selecionadas da prestigiosa rede subirão ao palco na Piazza IV Novembre Antibody eXpLO-traços da dança de um jovem autor para distribuição nacional nos melhores teatros e festivais italianos. Soco 24produzido por Fundação Nacional de Dança / Aterballetto e coreografado por Roberto Tedesco. Os bailarinos Laila Lucchetta Iovino e Antonello Amati completarão, com a cumplicidade do público, um percurso circular que terminará no ponto de partida e que contém em seu interior inúmeros percursos e diferentes sugestões.

Mais um concerto de apresentação de um novo projeto de gravaçãoa viagem introspectiva do cantor e compositor florentino Chiara Branca que dedicou seu álbum conceitual Pandora aos medos da alma humana, àqueles “monstros” que, segundo a lenda antiga, se escondem dentro da caixa de Pandora. Em cada música, a escrita do compositor transforma seres monstruosos do imaginário coletivo de várias culturas, do grego ao clássico ao norte da Europa em música e palavras. Um convite para que o espectador se liberte de seus medos através da música que se torna catarse e libertação. Chiara é uma personagem muito fascinante, músico-cientista: “de dia” Chiara Cavallina, geóloga e pesquisadora; “La nuit” Chiara White (sobrenome de sua mãe, de origem inglesa), roliça compositora e artista que viaja muitas vezes pelo mundo, é justamente essa personagem eclética que nutre sua escrita.

Os bilhetes para o festival, lugar único não numerado, são pode ser adquirido pelo preço simbólico de 5 euros graças à colaboração e apoio da comissão organizadora, para aproximar a população das iniciativas culturais locais.

Para as duas primeiras noites de 28 e 29 de julho, graças à intervenção do Barga Jazz Festival, os bilhetes já estão à venda pré-venda online.

Para a última noite de 30 de julho, os bilhetes podem ser reservados através do 3477727642 ou através do e-mail francescotomei.teatro@gmail.com

Exceto no caso de esgotamento das pré-vendas e reservas, os ingressos também podem ser adquiridos na noite dos shows a partir das 20h30.

Cooper Averille

"Praticante de cerveja incurável. Desbravador total da web. Empreendedor geral. Ninja do álcool sutilmente encantador. Defensor dedicado do twitter."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.