O 2 EURO de PORTUGAL “pega voo” para Coutinho e Cabral

É dedicado ao primeiro voo sobre o Atlântico Sul, há 100 anos, o novo bimetal emitido pela Casa da Moeda de Lisboa

por Mathias Paoletti | Em 1922, no centenário da independência brasileira, dois pioneiros da aviação – Gago Coutinho e Sacadura Cabral – partiu de Lisboa em um biplano Fairey III e, voando por etapas por 8.383 quilômetros, chegou ao Rio fazendo o que ficou para a história como a primeira travessia aérea do Atlântico Sul.

Dois portugueses em voo sobre o Atlântico para um feito histórico

Um marco na história da aviação que começou a 30 de Março e terminou a 17 de Junho de 1922 e que causou grande repercussão não só na opinião pública portuguesa e brasileira mas também no resto do mundo, tornando não só os dois pilotos mas também o hidroavião com que viajaram o enorme distância.

O monumento erguido em Lisboa para comemorar o primeiro voo sobre o Atlântico Sul pelos pilotos Coutinho e Cabral em 1922

Na verdade, os aviões utilizados eram três – renomeados com os nomes de Lusitânia, País E Santa Cruz – e as dificuldades devido às difíceis condições climáticas, o estresse físico e mental da pilotagem solo e a possibilidade de quebras mecânicas, sempre presentes, tornaram o empreendimento ainda mais heróico.

Um milhão de moedas cunhadas pela Casa da Moeda de Lisboa

Empresa que o Casa da Moeda em Lisboa decidiu comemorar com uma moeda comemorativa de 2 euros, que acaba de ser emitida em um milhão de exemplares, incluindo 7500 em acabamento BU embalados em coincard e outros tantos em estojo e acabamento BE.

A face nacional da nova moeda comemorativa de 2 euros de Portugal com tema aeronáutico representa um biplano "Fairey III" estilizado e o Cruzeiro do Sul
A face nacional da nova moeda comemorativa de 2 euros de Portugal com tema aeronáutico representa um biplano estilizado “Fairey III” e o Cruzeiro do Sul

o moeda de 2 euros para o voo Couthigno e Cabral mostra no lado nacional um dos três biplanos Fairey III usado na primeira travessia do Atlântico Sul de Lisboa ao Rio de Janeiro há um século.

Ao longo da borda, à esquerda, o assunto da edição, TRAVESSIA DO ATLÂNTICO SUL.

Sob o biplano está inscrito o nome do país emissor (PORTUGAL), bem como as datas de 1922 e 2022 e a constelação do Cruzeiro do Sul, presente na bandeira brasileira e referência natural para os marinheiros desde a antiguidade.

No canto inferior direito, por fim, é indicado o nome do autor, na forma ESC. JJ BRITO e a da Casa da Moeda Portuguesa (CASA DA MOEDA).

Cooper Averille

"Praticante de cerveja incurável. Desbravador total da web. Empreendedor geral. Ninja do álcool sutilmente encantador. Defensor dedicado do twitter."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *