O grande “Pequeno Genial” Fernando Chalana morreu aos 63 anos

Fernando Chalana morreu quarta-feira aos 63 anos. Foi uma figura emblemática do Benfica, cuja camisola vestiu durante 13 épocas.

“Um dos grandes e eternos nomes do Benfica, ingressou no clube aos 15 anos e o representou, primeiro como jogador, por 13 temporadas (1974-1984 e 1987-1990) depois, por muitos anos, em outras funções. (ss: como treinador das camadas jovens e depois como adjunto de vários treinadores da equipa principal) Nascido no Barreiro a 10 de fevereiro de 1959, Fernando Chalana estreou-se oficialmente no Benfica a 7 de março de 1976, aos 17 anos e 25 anos Até aquela data, ninguém tão jovem tinha jogado na primeira divisão portuguesa”, disse o Benfica em seu site. .

Apelidado de ‘Pequeno Genial’ (pequeno gênio), Chalana fez 37 jogos pela seleção portuguesa. No total, ele jogou 311 jogos marcando 48 gols, enquanto também enfrentou 18 cartões amarelos (sem cartões vermelhos). Era um extremo direito ou esquerdo, que com seus dribles e imaginação dificilmente poderia ser detido por um adversário.

Do Benfica mudou-se para o Bordéus (em 1984/1985), onde permaneceu três anos. Regressou ao Benfica (de 1997 a 1990). Seguiu-se o Belenenses (1990/1991) e encerrou a carreira no Estrella Amadora (1991/1992). o Pequeno Genial conquistou 15 títulos: seis Ligas portuguesas, duas Supertaças, três Taças de Portugal, uma Ligue 1, uma Supertaça francesa e duas Taças de França.

O Pequeno Genial conquistou 15 títulos: seis Campeonatos de Portugal, duas Supertaças, três Taças de Portugal, uma Ligue 1, uma Supertaça de França e duas Taças de França.

Ao mesmo tempo, foi duas vezes eleito o melhor jogador português (1976, 1984). Terminada a carreira, integrou a comissão técnica do Benfica durante muitos anos como sócio de vários treinadores.

O presidente português

O presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Souza, manifestou a sua tristeza pelo falecimento de Fernando Chalana, sublinhando que ele “deu tanto ao prestígio internacional do futebol português”.

Em comunicado no site da presidência, Marcelo Rebelo de Souza expressou as suas “sinceras condolências à família e a estas entidades desportivas, às quais serviu com dedicação e entusiasmo durante tantos anos”.

Leigh Everille

"Analista. Criador hardcore. Estudioso de café. Praticante de viagens. Especialista em TV incurável. Aspirante a fanático por música."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.