Portugal investiga cidadania em Abramovich

A Procuradoria-Geral de Portugal abriu uma investigação sobre a concessão de cidadania portuguesa de ascendência sefardita ao milionário russo Roman Abramovichdono do clube de futebol inglês chelsea. Fontes do Ministério Público português confirmaram uma ECE que foi instaurado um inquérito no Departamento Regional de Investigação e Acção Criminal de Lisboa, sem dar mais pormenores.

Abramovich conseguiu se naturalizar português em abril do ano passado graças à lei da nacionalidade portuguesa, que reconhece os descendentes de judeus sefarditas que viveram na Península Ibérica até sua expulsão no final do século XV. O empresário russo obteve a cidadania depois de provar sua ascendência.

Ao saber da notícia, ativistas e comentaristas criticaram a concessão de cidadania a Abramovich e ao russo Alexei Navalni chegou a acusar Portugal de receber propina para isso. “Terminar [Abramovich] conseguiu encontrar um país onde pudesse pagar subornos e fazer pagamentos semi-oficiais e oficiais para acabar na União Europeia e na OTANNavalni escreveu no Twitter.

O IRN de Portugal (Instituto de los Registros y Notariado) também abriu uma investigação interna sobre o caso, segundo a mídia local. Abramovich, 55 anos, nascido na antiga União Soviética, tem atualmente quatro nacionalidades diferentes: russa, israelense, lituana e portuguesa.

Cooper Averille

"Praticante de cerveja incurável. Desbravador total da web. Empreendedor geral. Ninja do álcool sutilmente encantador. Defensor dedicado do twitter."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.