Prêmio Carlos Magno 2022 – Europa do Futuro

o Prêmio Carlos Magno para a Juventude acontece todos os anos através da seleção que alguns júris nacionais e europeus realizam, escolhendo um projeto para cada país da UE. Após as seleções, os 26 vencedores nacionais foram convidados para a cerimónia de entrega de prémios, que decorreu no dia 24 de maio em Aachen, onde foram anunciados os três vencedores europeus. O prémio, atribuído conjuntamente pelo Parlamento Europeu e pela International Charlemagne Prize Foundation, está aberto a iniciativas de jovens dos 16 aos 30 anos envolvidos em projetos que promovam a compreensão europeia e internacional. Desde 2008, mais de 4.650 projetos concorreram ao prêmio e os vencedores ganharam vários prêmios: o primeiro prêmio é de € 7.500, o segundo prêmio é de € 5.000 e o terceiro prêmio é de € 2.500. A última edição foi vencida pelo projeto tcheco “Fakespace”, que, por meio de jogos, ensina os jovens a pensar criticamente e reconhecer fake news. Em 2020, o primeiro prémio foi atribuído ao projeto alemão “Arquivo de voz europeuque coleta evidências históricas orais de pessoas nascidas antes de 1945.

Os projetos devem cumprir os seguintes critérios: promover o conhecimento europeu e internacional; encorajar o desenvolvimento de um sentido partilhado de identidade e integração europeias; servir de modelo para os jovens que vivem na Europa; oferecem exemplos concretos de europeus vivendo juntos como uma comunidade Para a Itália, o vencedor nacional da edição de 2022 do Prêmio é O projeto Giufàum projeto que nasce da colaboração entre artistas, jovens e organizações criativas de toda a Europa para explorar o tema da migração e dar uma resposta artística às questões colocadas pelos deslocamentos em massa que ocorrem em todo o planeta.

O projeto português “Orquestra Sem Fronteiras”, dedicado à promoção e cooperação transfronteiriça entre Portugal e Espanha, através da música de jovens talentos residentes em ambos os países, venceu o European Charlemagne Youth Award 2022. objetivo de reduzir as desigualdades. O segundo prémio foi atribuído ao projeto checo “Politika (nejen) pro mladé (Política (não só) para a juventude)”, que visa reunir jovens políticos representativos de todo o espectro político, para discutir política, democracia, direitos humanos, lutar para uma sociedade civil jovem, informada e activa. O terceiro prémio foi para o projeto alemão “Ukrainian Vibes – European Public Sphere”, organizado pela Democracy International. O projeto, que decorreu de abril a outubro de 2021, reuniu pessoas de 36 países para discussões virtuais sobre democracia, desenvolvimento e integração europeia, destacando as relações UE-Ucrânia; publicou algumas das propostas geradas na plataforma COFOE.

© Futuro Europe® As imagens utilizadas são extraídas da Internet e avaliadas em domínio público: para denunciar qualquer uso indevido, escreva para o editor

Cooper Averille

"Praticante de cerveja incurável. Desbravador total da web. Empreendedor geral. Ninja do álcool sutilmente encantador. Defensor dedicado do twitter."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.