“Quartieri di vita” está de volta à Campânia, festival de formação e teatro social

meio-dia15 de novembro de 2022 – 16h17

Onze artistas internacionais em sinergia com grupos de teatro que atuam nos subúrbios da Campânia: oficinas a partir de 21 de novembro e ensaios abertos ao público de 30 de novembro a 3 de dezembro

do Seg.

A sétima edição do “Os aposentos. A vida contagiada pelo teatro social!o festival de formação e teatro social da Campania dei Festival Foundation, idealizado pelo diretor artístico Roger Hood e produzido com o apoio da Região da Campânia, do Ministério da Cultura e da Eunic Global, em parceria com os Eunic Clusters – Institutos Nacionais de Cultura da União Europeia de Roma e Nápoles.


Também este ano, alguns dos principais grupos teatrais que operam nos subúrbios da região da Campânia terão a oportunidade de confrontar as suas experiências com encenadores internacionais que sempre estiveram envolvidos em lugares e contextos de marginalidade.. Um fio vermelho virtuoso, que une mundos aparentemente distantes, com artistas de República Checa, Portugal, Lituânia, Polónia, Roménia, Eslováquia, Alemanha, França, Espanha, Bélgica e Áustria realizam oficinas em bairros vulneráveis ​​da Campânia, nas quais as associações culturais locais, que acreditam na arte como ferramenta de partilha, inclusão e participação ativa, representam uma salvaguarda para a civilização e o crescimento social.

Um verdadeiro ato político, que verá Jana Svobodov (República Tcheca) retornar ao Ninho para um espetáculo que envolverá jovens do bairro napolitano de San Giovanni in Teduccio, Catarina Câmara (Portugal) e Puteca Celandine trazem sua experiência artística para a prisão juvenil de nisida; Rimantas Ribaciuskas com Mantas Janciauskas (Lituânia) e Teatros Associados de Nápoles relacionar com os habitantes do Vele di Lagostins.

Com um grupo de mulheres estrangeiras vítimas de tráfico em vez disso, eles darão vida a um laboratório específico Andrea Jimnez Garca (Espanha) e a associação Cidisque promove uma cultura de hospitalidade e fortalece a integração, ao mesmo tempo Paraurelie Di Marino e Nele Vereecken (Bélgica) com a associação Por trás da cena de Salerno colocam à disposição pessoas com problemas de dependência, também graças à colaboração de Tentadaas ferramentas para potencializar seus talentos e promover, por meio do conhecimento, um possível desenvolvimento individual e social.

Finalmente, a missão de Roman Wegmann é voltada para pessoas com deficiência (Áustria) com o Cooperativa social imaginária de Sant’Angelo a Cupolo, na província de Benevento.

Os administradores italianos envolvidos, em ordem alfabética, são: VAleria Apicella, Clara Bocchino, Pina Di Gennaro, Gina Ferri, Antonino Intorcia, Nicola Laieta, Enzo Mirone, Antonio Nardelli, Teresa Raiano, Francesco Scotto, Lello Serao, Irene Vecchia E Andrea Velotti.

Os resultados das oficinas serão apresentados ao público em 10 provas abertas, agendadas de 30 de novembro a 3 de dezembro nos diferentes lugares da região da Campânia que acolheram os artistas durante o residências criativas no bairro.

O ponto comum entre a edição do ano passado, a primeira com caráter internacional, e a de 2022 será a primeira absoluta 16 e 17 de novembro em Praga do “Por que não eu?/Por que não eu? » para a direção de Jana Svobodovresultado da residência dirigida pelo realizador checo com os jovens artistas do Ninho em Nápoles e em colaboração com o dramaturgo Andrea Velotti. O evento faz parte das comemorações do centenário de fundação daInstituto Cultural Italiano em Praga e promovido pelo Ministério das Relações Exteriores e Cooperação Internacional, pela Direção Geral de Diplomacia Pública e Cultural em colaboração com a Embaixada da Itália e o Instituto Italiano de Cultura em Praga. O show acontecerá então estreia nacional no Nest Theatre em Nápoles em 25 de novembro como parte da sétima edição do “Quarteri di Vita. A vida contagiada pelo teatro social! “.

O Festival terminará no dia 3 de dezembro às 16h no Istituto Français de Nápoles com uma conferência dedicada a Pier Paolo Pasolini por ocasião do centenário do seu nascimento intitulado “Manifesto de Pasolini”. Um encontro que se abrirá com a intervenção de especialistas e professores universitários sobre o tema “Manifesto por um novo teatrode Pasolini, escrito em 1968 e reinterpretado à luz do contexto contemporâneo: a confirmação do talento literário e profético do grande intelectual italiano, para um Festival que, na sua pequena dimensão, se inspira na dimensão política destes princípios, tentando ser um pouco “corsário”.

O projeto conta com as parcerias do Centro Checo em Roma, Embaixada de Portugal, Instituto Cultural Lituano em Roma, Instituto Polaco em Roma, Instituto Eslovaco em Roma, Academia Cultura Romena em Roma, Goethe-Institut em Nápoles , o Instituto Francês e o Instituto Cervantes em Nápoles, a Representação Geral da Flandres na Itália, o Fórum da Cultura Austríaca em Roma, Eunic Global, a Comissão Europeia – Representação na Itália, da Universidade de Nápoles Estudos “Federico II”, “L ‘Oriental’ e ‘Suor Orsola Benincasa’.

Boletim do Corriere del Mezzogiorno

Se você deseja se manter atualizado com as novidades da Campania, assine gratuitamente o boletim do Corriere del Mezzogiorno. Chega direto à sua caixa de entrada ao meio-dia todos os dias. Clique aqui.

15 de novembro de 2022 | 16h17

© DIREITOS AUTORAIS RESERVADOS


Irvette Townere

"Especialista em mídia social premiado. Viciado em viagens. Especialista típico em cultura pop. Analista vitalício. Amante da web."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *