Roma, Mourinho: ‘Conferência aqui como a Liga dos Campeões, vitória contra a natureza. Árbitros condicionados. Leão? Pode ficar muito grande’ | Primeira página

O balanço no final da temporada, os gols para a próxima temporada e a situação na Roma. Joseph Mourinho disse-se ao jornal desportivo português Cadastroafirmando: “A vitória da Roma na Liga da Conferência coloca-a no mesmo nível que uma vitória em outras competições europeias porque evocou fortes emoções, independentemente da escala da competição. Há clubes para os quais as vitórias europeias são consequência natural de investimentos e expectativas. Tive sorte que de cinco vitórias, quatro não eram naturais. Com o Porto, por exemplo, ninguém esperava vitórias europeias, assim como com o Inter. E menos ainda com a Roma”.

VITÓRIAS – “Vivi-os com loucura e paixão, coincidem com uma das minhas principais preocupações como treinador. Dar felicidade aos outros é a melhor coisa da vida. Roma? Uma vitória muito especial.”

JULGAMENTO DA TEMPORADA – “Depende de quem analisa. Para algumas pessoas ruins, para mim que sou muito exigente comigo mesmo, foi fantástico, porque não tínhamos habilidade para fazer melhor. Há quem jogou mais de 50 jogos que tive que deixei eles jogarem jovens, tive tops por muitos meses, adversários como Inter, Milan, Juve, Napoli, Atalanta e Lazio, depois 14 jogos na quinta-feira com o campeonato no domingo. parceiro, parceiro, um grande treinador e hoje um grande amigo Por isso o Benfica não ganhou.”

SÉRIE A – “Um campeonato que está crescendo, até os pequenos e médios têm qualidade de jogo e querem vencer. Estou feliz por estar de volta”.

ÁRBITROS – “Eles não são discutidos apenas na Serie A, mas em todo o mundo. Aqui há um trabalho difícil para o Sr. Rocchi, porque há menos árbitros experientes e muitos jogadores jovens. A Serie A é um campeonato de qualidade”.

FUTURO – “Conscientes da lacuna com os grandes nomes, estamos trabalhando muito. Não há outro caminho”.

RUI PATRICIO – “54 jogos, exibições muito altas. Como podemos dizer em Portugal que ele não jogará pela seleção após esta temporada? É uma heresia”.

OLIVEIRA – “Campeão. Ele sabe vencer e ser líder, o que é fundamental nesta temporada”.

LEÃO – “Que jogador. Ele é implacável. O Milan é perfeito por suas qualidades e resolveu muitos jogos. Ele é forte contra defesas baixas e também em transição no espaço. Meu Deus, espero que ele continue assim, com uma boa cabeça e boas pessoas ao seu lado porque ele pode se tornar grande, muito grande”.

Cooper Averille

"Praticante de cerveja incurável. Desbravador total da web. Empreendedor geral. Ninja do álcool sutilmente encantador. Defensor dedicado do twitter."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.