Salsichas contaminadas, casos de listeriose de origem alimentar em várias regiões. Alerta do ministério. Sintomas e como se defender

Alerta de listeriose alimentar em várias regiões italianas. O Ministério da Saúde, com parecer sobre portal oficialdestaca como “é dada muita atenção” ao aumento de casos clínicos registrados devido à contaminação de alimentos pela bactéria Listeria monocytogenes.

Tumores, o estudo sobre o vírus do herpes: é assim que ele é capaz de destruir células cancerígenas

A DIVULGAÇÃO DE BACTÉRIAS E PESQUISAS

Um grupo de trabalho criado pelo dicastério para lidar com a disseminação da bactéria encontrou uma correlação entre certos casos clínicos e a presença da cepa de Listeria ST 155 em wurstel feito de carne de aves produzida pela empresa Fazenda Tre Valli. A presença da bactéria também foi confirmada por amostras colhidas na fábrica. Após as verificações, a empresa começou a retirar os lotes testados positivos (1785417 e 01810919) e, em aplicação do princípio da máxima precaução, de todos os produzidos antes de 12 de setembro de 2022. Também colocou em prática uma comunicação reforçando o que havia já foram indicados nos produtos diretamente nos pontos de venda.

LISTERIA, O QUE É E ONDE ESTÁ A BACTÉRIA

A Listeria monocytogenes, responsável pela listeriose – alerta o ministério “é uma bactéria ubíqua que pode estar presente no solo, na água e na vegetação e pode contaminar diversos alimentos como leite, legumes, queijos de pasta mole, carnes mal cozidas e enchidos ligeiramente condimentados. A principal via de transmissão para humanos é através dos alimentos. Crianças e adultos saudáveis ​​podem ser infectados ocasionalmente, mas raramente desenvolvem uma doença grave, ao contrário de indivíduos debilitados, imunocomprometidos e mulheres grávidas, onde a doença é mais grave”.

A gravidade dos sintomas “varia consideravelmente de acordo com a dose infecciosa e o estado de saúde do indivíduo afetado – sublinha o dicastério – varia de formas semelhantes à gripe ou gastrointestinais, às vezes acompanhadas de febre alta até, em indivíduos de risco , com formas septicêmicas, meningite ou aborto.

RECURSOS

A Listeria monocytogenes é muito resistente a baixas temperaturas e à secagem, em alimentos armazenados em temperatura de refrigeração (4°C). Por outro lado, é muito sensível às temperaturas domésticas habituais para cozinhar alimentos.

INDICAÇÕES DE COMPORTAMENTO

O Ministério da Saúde convida os consumidores a prestarem máxima atenção aos métodos corretos de armazenamento, preparo e consumo dos alimentos, no caso específico das salsichas, indicados com precisão no rótulo das embalagens, que normalmente envolvem o cozimento antes do consumo.

A adoção de regras simples de higiene na manipulação dos alimentos, mesmo em casa, de fato reduz o risco de contrair a doença.

AS REGRAS A SEGUIR

Lave as mãos com frequência, limpe com frequência todas as superfícies e materiais que entram em contato com alimentos (utensílios, eletrodomésticos, geladeira, panos de prato e esponjas); armazenar alimentos crus, cozidos e prontos para consumo na geladeira separadamente e em recipientes fechados; cozinhar os alimentos cuidadosamente seguindo as instruções do fabricante no rótulo; não prepare os alimentos para consumo depois de cozinhar muito cedo (caso contrário, guarde-os na geladeira e reaqueça-os antes do consumo);
não deixe alimentos perecíveis em temperatura ambiente e observe a temperatura de armazenamento indicada no rótulo.

Henley Maxwells

"Solucionador de problemas. Criador certificado. Guru da música. Beeraholic apaixonado."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *