Tech Emotion, desbloqueando o potencial italiano

Em Milão, a cúpula internacional dedicada à inovação que olha para as pessoas. Dois dias de encontros, debates e reflexões com a participação de empresários e especialistas

Tecnologia e emoções, inovação e humanismo. Quatro pontos cardeais a partir dos quais deve ser guiado, para não perder de vista o percurso. Este é o desafio que está no centro da Tech Emotion, uma cúpula internacional que acontece nos dias 21 e 22 de junho e que, a partir da Itália, visa orientar a mudança para uma tecnologia acima de tudo ética e que coloque o ser humano no centro. Dois dias de encontros, debates, reflexões com ilustres convidados, empresários e especialistas para lidar com as grandes mudanças que marcam o nosso tempo. O evento é organizado pelo Corriere della Sera em colaboração com a Emotion Network, empresa de mídia fundada por Mattia Mor, Alec Ross, Karin Fischer, Gianluca D’Agostino, Massimo Redaelli, Claude Finckenberg e Thomas Schneider com Milano Investment Partners, sócio fundador do sociedade. .

Das startups às redes sociais: os painéis do evento

aprofundando



O emprego dos sonhos no lugar dos sonhos? missão possível

O espaço é o do Talent Garden Calabiana, em Milão: aqui, diferentes temas são abordados em uma sucessão de painéis dedicados e mesas redondas. Do mundo das startups, passando pelos novos modelos de negócio, ao compromisso social de quem inova. E mais uma vez: o futuro das redes sociais, as cidades como lugares de transformação, a música e o esporte.

Foco no Made in Italy

Veja também



Feito na Itália, o Grupo Lego e a Vespa celebram a excelência italiana

Não apenas teoria: a ideia é que a conferência possa ser um ponto de partida para inspirar ações e comportamentos virtuosos, com vistas ao desenvolvimento sustentável e feitos na Itália. De fato, Tech Emotion visa identificar o potencial de nosso país e fazer uma mudança nessa direção: criatividade, empreendedorismo, vontade de se envolver e correr riscos são traços característicos do fazer italiano. , que muitas vezes permanece nas sombras do um contexto histórico tão difícil quanto o que estamos vivenciando. Na manhã do primeiro dia, interveio também o prefeito de Milão Beppe Sala, que enviou uma mensagem à política por link de vídeo: “Podemos fazer isso, temos tudo – esta é a mensagem dele – mas é claro que sem uma reforma temporada, uma temporada realmente de reforma, ficaremos presos”.

CEO da Microsoft: “Faltam habilidades digitais”

leia também



Microsoft diz adeus ao Internet Explorer

Entre os obstáculos que dificultam o desenvolvimento, há certamente um certo atraso que a Itália sofre no campo digital: “A tecnologia está agora ao alcance de todos, mas o que falta são habilidades – diz Silvia Candiani, CEO da Microsoft Itália – hoje na Itália temos quase 150.000 empregos disponíveis que não podem ser cobertos por falta de pessoas com tecnologia e habilidades digitais, então a formação é essencial porque é um desperdício que não podemos pagar”.

Jovens que “querem conquistar o mundo”

“O mundo está dividido entre aqueles que têm medo da mudança e aqueles que a abraçam e tentam entendê-la – comenta Angelo Moratti, fundador, presidente e principal investidor Milano Investment Partners Sgr – neste contexto encontramos muitos jovens empresários italianos que fazem parte desta segunda categoria: são criativos e corajosos, querem conquistar o mundo com suas empresas e seus produtos e o fazem com muito sucesso”.

Convidados presentes

Entre os outros convidados presentes, para citar alguns, Philipp Hildebrand, Vice-Presidente da BlackRock, Ernesto Ciorra, Chief Innovation Officer do Grupo Enel, Kerstin Cooley, General Partner of Course Corrected, Oscar Farinetti, Eataly, Lorenzo Bertelli, Diretor de Marketing e Head de Responsabilidade Social Corporativa do Grupo Prada, Martina Bragadin, Fundadora do Spazio Meta, Federica Marchionni, CEO da Fashion Agenda. E novamente Ruzwana Bashir, co-fundador e CEO da Peek, Björn Öste, fundador da Oatly, Karoli Hindriks, fundador da Jobbatical, Dick Costolo co-gerente da 01 Advisors e ex-CEO do Twitter.

Cooper Averille

"Praticante de cerveja incurável. Desbravador total da web. Empreendedor geral. Ninja do álcool sutilmente encantador. Defensor dedicado do twitter."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.