Ucrânia: refugiados chegam a Portugal como em 7 anos – Crónica

LISBOA – Nas três semanas desde o início da guerra na Ucrânia, Portugal já acolheu um número de refugiados ucranianos quase igual ao número de refugiados de outras partes do mundo acolhidos nos últimos 7 anos. De acordo com dados do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), órgão responsável pela segurança fronteiriça e imigração, já foram recebidos mais de 10 mil pedidos de proteção temporária de refugiados ucranianos. Atualmente, contando com os recém-chegados, os ucranianos representam a terceira maior comunidade de estrangeiros em Portugal, depois de brasileiros e britânicos. A comunidade ucraniana já era bastante grande antes da invasão russa, com mais de 27.000 pessoas de um total de aproximadamente 10 milhões de habitantes.

Para facilitar e agilizar os processos de candidatura e aprovação da proteção temporária dos cidadãos ucranianos, o SEF lançou uma plataforma online dedicada.

A eficiência do serviço levou o diário português Público a questionar se as questões de outros refugiados, alguns dos quais há anos à espera de resposta, também vão beneficiar de uma agilização do processo de avaliação. No entanto, o Ministério do Interior respondeu ao jornal que a situação dos refugiados ucranianos “é verdadeiramente excepcional” e que os pedidos de proteção temporária não podem ser comparados com outros tipos de asilo ou pedidos de proteção de longo prazo.

Cooper Averille

"Praticante de cerveja incurável. Desbravador total da web. Empreendedor geral. Ninja do álcool sutilmente encantador. Defensor dedicado do twitter."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *