Verstappen: ‘Ferrari rápido demais, mas Red Bull mereceu o 2º lugar’

Um duelo não só em corridas, mas também em qualificação. Este Campeonato Mundial de F1 de 2022 é cada vez mais visto um contra o outro Max Verstappen e Charles Leclerc. Durante a qualificação para o GP de Mônaco, foi a Ferrari de Charles que venceu e conquistou a pole position em casa, a segunda consecutiva, o que o levou a alcançar o mesmo número de poles na carreira de Max. 14 incluindo 5 conquistados apenas durante essas primeiras 7 rodadas da temporada. Um bom resultado que o holandês não conseguiu arrancar dele, graças aos problemas de subviragem de seu RB18 e principalmente ao impacto de Perez a menos de um minuto do final do Q3 que bloqueou todos, exceto Leclerc, que o precedeu, com o Red. bandeira. E ao A Ferrari, portanto, permanece em 67º na primeira fila na história da Fórmula 1, o segundo para este ano.

A dança da chuva contra as Ferraris

Enquanto um Verstappen apenas a raiva permanece para um fim de semana que o viu desde os treinos livres de sexta-feira, ainda em quarto lugar e atrás de seu companheiro de equipe.

“Não encontrei a sensação de que queria 100% com meu carro aqui em Mônaco. Não tinha o equilíbrio que queria, precisava de mais aderência na frente porque não tinha o suficiente. Esclarecer isso pode custar muito tempo. Porque não era grande. Vamos analisar tudo, O 4º lugar não é o que merecíamos, acho que o 2º lugar teria sido mais justo porque estávamos juntando tudo para a última tentativa.

Pole estava absolutamente fora de alcance: Charles e as Ferraris são mais rápidos aqui, no entanto, teria sido bom estar na primeira fila, mas em Mônaco são coisas que acontecem”. “É sempre assim aqui, foi um grande passeio – ele disse quente no rádio -. Aqui é melhor dar uma boa volta e depois colocá-lo na parede. A chuva é minha única esperança fazer algo amanhã na corrida”.

Veja também

Fórmula 1

GP de Mônaco, o incidente entre Perez e Sainz no Q3

Elite Boss

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.