Patty Jenkins da Mulher Maravilha revela quem realmente se opôs à cena de No Man's Land

'Para que é esta cena? Não há ninguém para lutar. '

Mulher Maravilha parando um GIF de bala Warner Bros.

Mulher maravilha a diretora Patty Jenkins esclareceu seus comentários sobre uma batalha particular que ela travou no set do filme de sucesso da DC.



Em junho, ela revelou que a sequência durona de No Man's Land em que Diana Prince (Gal Gadot) salva uma vila das forças alemãs, efetivamente 'se tornando' a Mulher Maravilha, corria o risco de ser cortada.



Isso levou alguns a supor que era a Warner Bros quem não queria isso no filme, já que Diana não luta contra ninguém, mas não foi o caso.

Mulher Maravilha (2017) Warner Bros.

'Eu me sinto mal porque foi relatado que a Warner Bros era contra, o que não era, era o meu próprio povo na Inglaterra. Foi nossa própria equipe que estava, em alguns momentos, pensando, 'Por que você está fazendo essa cena? Ela nem está lutando contra nada '', explicou Jenkins em uma entrevista ao Super homen diretor Richard Donner.



“Portanto, a Warner Bros não era incompatível com a cena de No Man's Land. Foi muito mais no processo que todos pensaram, 'Para que serve esta cena? Não há ninguém para lutar '.'

Felizmente para todos os envolvidos, a cena permaneceu em Mulher maravilha e continua sendo um estágio crucial no desenvolvimento de Diana na Mulher Maravilha. 'Eu sempre dizia que era apenas sobre ela, não sobre mais ninguém', acrescentou Jenkins.

é o jogo dos tronos na páscoa

Após o grande sucesso de Mulher maravilha , imaginamos que tudo seria muito mais fácil para Jenkins se ela dirigisse a sequência, pela qual ela está supostamente em negociações.



mulher maravilha, gal gadot, ewen bremner Warner Bros.

Ela já estava provocando o que faria com a sequência também. 'Deveria ser um filme totalmente diferente, mas uma grande e agora totalmente desenvolvida Mulher Maravilha do mundo', Jenkins descreveu.

Mulher Maravilha 2 está programado para lançamento em 13 de dezembro de 2019.