WRC, Rally di Sardegna: começa a 19ª edição – Notícias

O principal novidade da 19ª edição do Rally Italia Sardegna preocupam o abertura super especial em Olbia e segunda etapa no sábadoque será extremamente exigente, pois inclui oito etapas especiais sem retornar ao parque de serviço da Alghero ao meio-dia, com os pilotos que trocarão os pneus em Buddusò. São 21 provas programadas divididas em três etapaspara um comprimento total de corrida de 307,91 km cronometrados.

Rally da Sardenha vai levar Sparco

Este ano partimos de Alghero – comentou Tiziano Sivieroque também projetou a pista de corrida este ano – depois voltamos a praticar no traçado clássico dos últimos anos, com especiais próximos a essa área principalmente na etapa final, e há pouco Gallura. Quinta-feira após o clássico shakedown de Olmedo (3,53 km), a corrida começa a partir de Olbia às 18h08 com uma prova de 3,23 km, Olbia-Cabu Abbas, que começa quase no centro da cidade, na verdade começa na beira-mar na asfalto. Então você entra na terra com um percurso variado com saltos e derrapagens, algo espetacular, e então você se encontra no asfalto. Um especial pensado para o público, a entrada é gratuita e esperamos uma afluência de espectadores”.

Depois de deixar Olbia na manhã de sexta-feira, o a primeira etapa inclui 8 etapas especiais e 133,56 km cronometrados. “O primeiro dia parte na manhã de sexta-feira de Olbia – continuou Siviero – e inclui duas passagens nos testes de Terranova (14,19 km) e Monti di Alà-Buddusò (13,26 km) com retorno ao parque de serviço de Alghero. No início do teste em Alà, haverá uma arena ad hoc criada para o público, semelhante à de Loelle. Depois, à tarde, haverá mais duas voltas nos contra-relógios Osilo-Tergu (14,63 km) e Sedini – Castelsardo (13,26 km). O Osilo-Tergu vamos fazê-lo desta vez na direção oposta em relação à direção usual de viagem com a passagem clássica na famosa encruzilhadaseguida da corrida clássica e panorâmica de Castelsardo”.

Sabate o segundo dia também é composto por 8 crono para um total de 131,82 km cronometrados. “A segunda etapa – explicou Siviero – começa com duas passagens em Tempio (12,03 km) e Erula-Tula (15,27 km). especial Erula-Tula, haverá uma versão de show mais revisada com novos saltos. Depois faremos uma zona de pneus em Buddusó e à tarde duas passagens em Coiluna-Loelle, onde será instalada a habitual Arena, seguindo-se uma nova versão do tradicional contrarrelógio de Monte Lerno que desta vez terminará no homónimo jardim florestal”.

Finalmente a última etapa no domingo está localizada ao norte de Alghero com 4 especiais (Cala Flumini e Argentiera repetidas duas vezes) para um total de 39,30 km cronometrados. “Para concluir a última etapa que apresenta algumas novidades, porque modificamos a especial Cala Flumini (12,55 km) que terá menos km, mas mais terreno, já que eliminamos os cortes de asfalto. km), que é praticamente idêntico, só terá uma saída antecipada diferente de algumas centenas de metros”. A corrida terminará este ano como de costume com sua final clássico na praia de Argentiera, que sediará às 12h18 o palco Power transmitido ao vivo pela televisão em todo o mundo, na Itália transmitido pela Sky Sport e Rai Sport. Então, às 15h, a cerimônia de premiação acontecerá no Bastioni di Alghero.

Cooper Averille

"Praticante de cerveja incurável. Desbravador total da web. Empreendedor geral. Ninja do álcool sutilmente encantador. Defensor dedicado do twitter."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.