Zielinski manda Ibrahimovic para casa. Ok Cristiano Ronaldo Portugal

Portugal e Polónia eles destacam a passagem para a Copa do Mundo no Catar. Cristiano Ronaldo e os seus companheiros venceram a Macedónia do Norte (que derrotou os Azzurri de Roberto Mancini nas meias-finais) por 2-0, graças a um esplêndido bis de Bruno Fernandes, enquanto Lewandowski e Zielinski eles treinam a Polônia, que venceu a Suécia por 2 a 0.

Bruno Fernandes esplêndida dupla

o Portugal se livra da Macedônia do Norte e obtém a qualificação para o Catar 2022. Os homens de Fernando Santos comemoram a vitória depois de uma hora e meia dominados. O primeiro tempo foi disputado, com os anfitriões tentando fazer o jogo e os visitantes defendendo, tentando picar o contra-ataque. Os Lusitanos criam o primeiro golo aos 14 minutos com Cristiano Ronaldo, que à frente do guarda-redes adversário dirige o remate e toca no poste. Aos 25′, Diogo Jota se destaca em escanteio e bate a cabeça: a bola está logo acima do travessão. À meia hora vem o gol da vantagem: Ronaldo finaliza para Bruno Fernandes, que logo dentro da área adversária lança uma bola de fogo que corre para a direita de Dimitrievski. Aos 39′, grande oportunidade para Diogo Jota, que após passe decisivo de Ronaldo também ultrapassou o guarda-redes, mas de ângulo apertado rematou para fora das redes. No segundo tempo, os anfitriões fecham o jogo: Diogo Jota saca uma bola convidativa no centro da área para Bruno Fernandes, que na hora faz sua espingarda. É uma grande festa para os lusitanos que se qualificam para os próximos campeonatos mundiais.

Portugal-Macedónia 2-0, relatório do jogo e estatísticas

Polônia ok com Zielinski

Graças a um pênalti de Lewandowski e um gol de Zielinski, a Polônia venceu a Suécia e comemorou sua classificação para a Copa do Mundo. Primeiro tempo equilibrado, a Suécia se tornando mais perigosa. Szczesny é forçado a duas intervenções que salvam o resultado: a primeira depois de treze minutos em um plano insidioso O tiro de volta de Isak, a segunda aos 19′ numa tentativa de Forsberg. O goleiro da Juventus também se superou no início do segundo tempo em uma tentativa do ex-companheiro de equipe Kulusevski. Dois minutos se passam e os donos da casa, na primeira oportunidade, encontram a vantagem: falta na grande área do Karlstrom e pênalti friamente transformada por Lewandowski. A reação sueca é veemente e Forsberg volta a atacar Szczesny, com um tiro insidioso. Aos 63′ a Polónia está perto de uma dobradinha com Moder, mas a sua conclusão é defendida por Olsen. Dez minutos se passam e os anfitriões fecham a partida com Zielinski. O meio-campista do Napoli fica cara a cara com o goleiro adversário e encaçapa com precisão. Na final Ibrahimovic entra, mas não chega a afetar.

Polônia-Suécia 2-0, relatório do jogo e estatísticas

Cooper Averille

"Praticante de cerveja incurável. Desbravador total da web. Empreendedor geral. Ninja do álcool sutilmente encantador. Defensor dedicado do twitter."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.