“A qualificação continua a ser um limite para a nossa moto” – OA Sport

Miguel Oliveira concluiu a ronda de MotoGP Silverstone na primeira metade do grupo. Sexto lugar sob a bandeira de xadrez para o português, protagonista de um teste justo com a KTM que continua a lutar contra os seus rivais diretos.

O centauro da empresa austríaca fez uma reportagem à imprensa no microfone do ‘Speedweek.com’. “Foi uma boa corrida, tivemos um ótimo fim de semana no geral. Não podíamos fazer mais, depois da qualificação entendemos qual era a nossa posição”.

O jogador de 27 anos continuou: “Pouco antes do final, estava convencido de que poderíamos ter feito melhor se não tivéssemos largado do 13º lugar da grelha. Nossas sessões de qualificação ainda são limitadas, mas de qualquer forma estou feliz com o sexto lugar. Tudo isso nos permite começar bem o segundo tempo”.

Na Moto3, Dennis Foggia está de volta à disputa pelo Campeonato do Mundo. 8 corridas para acreditar, você precisa de uma série de vitórias

O nativo do Pragal concluiu o seu discurso dizendo: “Acho que a chave do sucesso foi que testamos o pneu traseiro duro no warm-up. Até então ainda tínhamos algumas dúvidas sobre a escolha a fazer para a corrida. Sabíamos que este composto estava funcionando bem para nós.”

Foto. Imprensa de MotoGP

Cooper Averille

"Praticante de cerveja incurável. Desbravador total da web. Empreendedor geral. Ninja do álcool sutilmente encantador. Defensor dedicado do twitter."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.