Google: o serviço News Showcase chega à França

Google lança seu serviço News Showcase na França

Le Figaro, de Claudia Cohen, p. 28

A gigante da tecnologia fala sobre o serviço há muito tempo Apresentação do Google Notícias, mas agora é uma realidade na França. A nova aba, acessível através do portal News and Discover, será lançada nesta quinta-feira. Ele permitirá que os internautas encontrem o essencial das notícias do dia em um novo formato, com artigos de uma rede de 130 mídias parceiras. Estas são as manchetes da imprensa diária nacional (PQN), tipo, como Le Figaro, Le Monde e Libertaçãoda imprensa diária regional (PQR), como o Despachar E o Provençae imprensa periódica, como O Obs E imóveis. Estes últimos são remunerados pela Google e este pagamento acresce ao dos direitos de proximidade. “Nossa missão é organizar a informação e torná-la útil para todos, destacando a qualidade do conteúdo da equipe editorial em questão”, especifica Arnaud Monnier, diretor de parcerias do Google France. A equipe editorial escolherá todos os artigos que deseja destacar na Vitrine. Eles se encarregarão de redigir seus painéis de notícias e os links redirecionarão os internautas ao seu site para acessar os artigos completos. Os usuários poderão personalizar o conteúdo selecionando a mídia que desejam seguir.

“Se nenhuma seleção for feita, o algoritmo do Google definirá a qual conteúdo os usuários serão expostos”, disse a empresa. Montanha Ver. Distingue-se dos direitos vizinhos De acordo com nossas informações, os editores franceses assinaram um contrato de três anos com o Google. Os valores permanecem confidenciais. De uma editora para outra, a remuneração varia de acordo com diferentes critérios: o número mínimo de painéis informativos que se comprometem a fornecer por dia, a curadoria do seu conteúdo ou até mesmo a audiência mensal na Internet. Em alguns casos, os usuários poderão acessar gratuitamente artigos premium, normalmente reservados para assinantes. Este canto será então doado diretamente pelo Google aos editores. O nascimento de Mostruário na França, está profundamente ligado à espinhosa questão dos direitos de vizinhança. Suspeita-se que o Google queira impor este novo serviço em detrimento da regulamentação dos direitos conexos, que se aplica a toda a imprensa online. Em 2021, a Autoridade da Concorrência impôs uma multa de 600 milhões de euros ao gigante por não ter negociado de boa fé com a Alliance de la presse d’information générale (Apig). Após dois anos de queda de braço com as editoras, o Google aceitou uma série de compromissos em junho passado para encerrar a disputa com o regulador francês. Os acordos de licença para Showcase e as negociações relacionadas são bastante distintos dos direitos locais”, especifica Arnaud Monnier. Os editores são livres para escolher se querem ou não participar do nosso novo serviço. Lançado no final de 2020, o Google News Showcase conta atualmente com 1.800 publicações parceiras em cerca de 20 países, incluindo Reino Unido, Alemanha e Portugal.
(Continue Le Figaro)

Beowulf Presleye

"Extremo fanático por mídia social. Desbravador incurável do twitter. Ninja do café. Defensor do bacon do mal."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *