Duzentos na reunião de formação sobre as oportunidades Erasmus oferecidas pela Universidade de Insubria


Mais de 200 alunos – presenciais e à distância – participaram da reunião informativa sobre muitas oportunidades de mobilidade internacional, estudos e estágios, Oferecido porUniversidade de Insubriauma reunião organizada pelo professor Jorge Zamperetti, Delegado do Reitor para os Assuntos Internacionais. Convidado especial desta edição Gabriel Meucci, Cônsul Geral da Itália em Lugano, que se encontrou com o reitor antes do evento Ângelo Tagliabue.

O encontro foi aberto com a interpretação do hino europeu: “Unidos na diversidade, estas são as palavras do hino – explica o professor Zamperetti -. O encontro de hoje nasceu para superar hesitações, dúvidas e medos de ir para um país estrangeiro. Até hoje muitas pessoas são graduadas, é fundamental se envolver para enriquecer sua experiência pessoal e profissional com uma experiência no exterior”.

Insubria, que promove a mobilidade com algumas das maiores ajudas econômicas da Itália, graças à introdução da nova contribuição adicional Top up, acolhe agora 159 estudantes estrangeirosenquanto 350 estudantes universitários se inscreveram nas chamadas Erasmus+ Studio, Estágio e Dupla Titulação.

Este ano a convocatória é enriquecida com a oferta de cerca de 1100 vagas em 250 universidades de 27 países: Áustria, Bélgica, Bulgária, Chipre, Croácia, Finlândia, França, Alemanha, Grécia, Islândia, Letônia, Lituânia, Noruega, Holanda, Polônia, Portugal, República Tcheca, República da Macedônia, Reino Unido, Romênia, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Suécia, Suíça, Turquia, Hungria.

Erasmo é um fenômeno que tenho visto desenvolver-se rapidamente na Europa – explicou o cônsul Gabriele Meucci aos alunos – convido-os a sair para adquirir as ferramentas para compreender a realidade ao seu redor, melhorando a capacidade de comunicação entre os seres humanos. O Erasmus permite conhecer o país, a sua realidade social, política e económica”.

Também presente na reunião Marie Postiglione da área de formação da Confindustria Varese, que sublinhou a importância fundamental da vertente da globalização nas empresas. O Erasmus cumpre uma função importante no local de trabalho: uma experiência no estrangeiro torna a candidatura a um emprego mais atractiva do que a de quem nunca teve essa experiência.

Os testemunhos de ex-alunos Erasmus são preciosos, convidando-os a não ter medo de sair e a não recear que esta experiência lhe faça perder tempo: “Não é só uma experiência académica, é uma experiência de vida que permite entrar em contacto com o habitantes do local, uma experiência transversal que o ajuda a sair da sua zona de conforto”.

Também estiveram presentes os rapazes da associação Esn Insubria com o presidente Matilde Masonque convidou os alunos para dirimir quaisquer dúvidas relacionadas à partida.

“Temos acordos com quase todos os países europeus, e muitos lugares disponíveis” – explicou Lucas Gallo da Assessoria de Relações Internacionais da Universidade -. “As seleções são feitas em nível departamental. Recomendo a todos os interessados ​​que se candidatem com rapidez e entusiasmo ao concurso”.

Beowulf Presleye

"Extremo fanático por mídia social. Desbravador incurável do twitter. Ninja do café. Defensor do bacon do mal."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *