Em Nápoles conferência sobre infertilidade com cientistas de 26 países – Campânia

(ANSA) – NÁPOLES, 27 DE MAIO – Hoje e amanhã em Nápoles a terceira “Conferência Mundial sobre Hormônio Luteinizante”, que atrai cientistas e especialistas de 26 países do mundo para a cidade.

O evento caracteriza-se pela abordagem multidisciplinar ao tema da reprodução humana. Nápoles torna-se o ponto de encontro dos principais especialistas do mundo na área de ginecologia, endocrinologia, andrologia, imunologia e embriologia.

O evento é organizado pela MedEA (Academia de Educação Médica), em colaboração com a SIFES-MR (Sociedade Italiana de Fertilidade e Esterilidade e Medicina Reprodutiva), Universidade Federico II de Nápoles (Centro de Esterilidade e Infertilidade para Casais – Procriação Medicamente Assistida), SPRM (Sociedade Portuguesa de Medicina Reprodutiva), TSRM (Associação Turca de Saúde Reprodutiva), SIGO (Sociedade Italiana de Ginecologia e Obstetrícia) e SIERR (Sociedade Italiana de Embriologia, Reprodução e Pesquisa).

Para coordenar o trabalho, os maiores especialistas mundiais do setor: Carlo Alviggi da Universidade de Nápoles Federico II; Sandro C. Esteves da Clínica Androfert em Campinas; Robert Fischer do Centro de Fertilidade em Hamburgo; Peter Humaidan da Clínica de Fertilidade da Universidade de Aarhus; Giuseppe Bifulco, diretor do DAI Materno Infantil de Federico II.

Cientistas e especialistas de toda a Itália, mas também dos Estados Unidos, Canadá, Brasil, Espanha, Alemanha, Israel, Dinamarca, Turquia e Reino Unido se reunirão em Nápoles para dois dias de reuniões e discussões destinadas, em particular, a médicos e biólogos que trabalham em centros de medicina reprodutiva. Uma janela única de observação sobre as descobertas mais recentes, bem como sobre as principais inovações no campo tecnológico que a comunidade científica realiza no setor. O desafio está inerente ao título do evento “Aplicando tecnologias aprendendo com a natureza”: este princípio inspirará todas as sessões, desde as dedicadas à administração de medicamentos para estimulação ovariana e tratamento da infertilidade no homem, até as relacionadas à as mais modernas técnicas de procriação medicamente assistida. O objetivo final é a personalização dos tratamentos de acordo com os princípios da “medicina de precisão”, ou seja, o respeito pela componente psicoemocional do casal e a análise excessivamente negligenciada da relação custo/benefício.

Ao lado de Federico II em Nápoles e San Camillo em Roma, universidades, institutos de pesquisa, centros médicos e importantes clínicas especializadas estarão representados em Modena (Itália), Saskatoon (Canadá), Aarhus (Dinamarca), Campinas e São Paulo (Brasil), Valência , Barcelona e Madrid (Espanha), Estugarda e Hamburgo (Alemanha), Tel Aviv (Israel), Londres (Reino Unido) e Ancara (Turquia).

“Já em sua terceira edição, o evento representa uma referência na comunidade internacional de medicina reprodutiva”, afirma o prof. Alvigi. “Mais de trezentos delegados de vinte e seis países e cinco continentes se reúnem em Nápoles a cada três anos para lançar as bases para a máxima expressão de inovação no campo da medicina reprodutiva. Este evento é, portanto, um ícone da internacionalização científica. de Nápoles, onde pesquisa, realizada em Federico II, representa uma referência internacional”. “Desde Nápoles, nos últimos seis anos, todos os principais especialistas projetaram e consolidaram, sob a coordenação do Prof. Alviggi, o projeto Poseidon, um sistema para classificar e tratar pacientes com mau prognóstico em procriação medicamente assistida hoje. em todo o mundo”, explicam os organizadores.

(MANIPULAR).

Cooper Averille

"Praticante de cerveja incurável. Desbravador total da web. Empreendedor geral. Ninja do álcool sutilmente encantador. Defensor dedicado do twitter."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.